PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Brigitte Macron é colocada em isolamento após contato com doente de Covid-19

Presidente da França, Emmanuel Macron, e a primeira-dama Brigitte Macron - Ludovic Marin/ AFP
Presidente da França, Emmanuel Macron, e a primeira-dama Brigitte Macron Imagem: Ludovic Marin/ AFP

19/10/2020 17h02

A primeira-dama francesa Brigitte Macron está em isolamento durante os próximos sete dias. Mesmo se não apresenta nenhum sintoma da Covid-19, ela esteve em contato recentemente com uma pessoa que testou positivo. 

A primeira-dama francesa Brigitte Macron está em isolamento durante os próximos sete dias. Mesmo se não apresenta nenhum sintoma da covid-19, ela esteve em contato recentemente com uma pessoa que testou positivo.

A mulher de Emmanuel Macron esteve em contato com uma pessoa que acaba de ser declarada portadora da covid-19, informou uma fonte próxima da primeira-dama nesta segunda-feira (19). "Até agora, ela não apresenta nenhum sintoma da doença", mas "tomará precauções em sua vida privada" informou essa mesma fonte, sem dar mais detalhes.

A equipe de Brigitte Macron confirmou a informação no final do dia. A primeira-dama, de 67 anos, "esteve em contato na quinta-feira (15) com uma pessoa que testou positivo. Conforme as recomendações das autoridades sanitárias, ela vai respeitar um período de isolamento de sete dias", detalhou seu gabinete. Não há informações se o presidente Emmanuel Macron esteve em contato com essa mesma pessoa que testou positivo.

A primeira-dama deveria participar na quarta-feira (21) da cerimônia nacional em homenagem ao professor Samuel Paty, decapitado na semana passada em um ataque terrorista.

A primeira-dama francesa não é a primeira personalidade da esfera política e ser colocada em isolamento apenas por ter estado em contato com pessoas contaminadas. Na semana passada, a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, e a primeira-ministra finlandesa, Sanna Marin, tiveram de deixar a cúpula da UE em Bruxelas às pressas por serem consideradas "casos contatos".

Nos Estados Unidos, a candidata a vice-presidente dos Estados Unidos, Kamala Harris, enfrenta a mesma situação e cancelou sua participação em eventos de campanha após duas pessoas de sua equipe testarem positivo ao coronavírus.

Coronavírus