PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Covid-19: Reino Unido bate novo recorde diário, com 1.820 mortes em 24h

Covid-19: Reino Unido bate novo recorde diário, com 1.820 mortes em 24h -                                 TOLGA AKMEN / AFP
Covid-19: Reino Unido bate novo recorde diário, com 1.820 mortes em 24h Imagem: TOLGA AKMEN / AFP

20/01/2021 16h47

O Reino Unido registrou 1.820 mortes adicionais pelo coronavírus nesta quarta-feira (20), um novo recorde diário. O primeiro-ministro britânico Boris Johnson alertou que o número de vítimas continuaria a aumentar, apesar do declínio na contaminação.

Os números do Departamento de Saúde do Reino Unido elevam para 93.290 óbitos o saldo total de vítimas fatais da pandemia no Reino Unido, o país com mais mortos de Covid-19 na Europa. Em 24 horas, também foram identificados 38.905 casos adicionais, em um total de mais de 3,5 milhões de pessoas contaminadas.

"Esses números são assustadores", disse Boris Johnson. "E devo avisar que isso vai continuar porque o que estamos vendo é o resultado da nova variante que surgiu um pouco antes do Natal".

Confrontadas no final do ano com um surto de contaminações atribuídas a uma variante mais contagiosa do coronavírus, as autoridades britânicas impõem um severo confinamento à população, com o fechamento de escolas, e esperam poder flexibilizar as medidas com a atual campanha de vacinação.

O número de pessoas que receberam a primeira dose da vacina ultrapassou 4,6 milhões nesta quarta-feira, com mais de 340 mil injeções registradas em 24 horas. A meta do governo é vacinar todos que têm mais de 70 anos e os cuidadores até meados de fevereiro, ou seja, cerca de 15 milhões de pessoas.

Queda nas internações

Mesmo se o número de contaminações caiu drasticamente nos últimos dias, as autoridades alertaram que seria necessário esperar para que isso se traduzisse em queda nas internações e mortes.

"Parece que a taxa de infecção em todo o país atingiu o pico e está se estabilizando, mas não está diminuindo muito rapidamente, então temos que manter o controle", acrescentou Johnson, exortando seus concidadãos a "manter a disciplina" e "continuar a respeitar o confinamento".

Atualmente, 37.946 pacientes com Covid-19 estão hospitalizados (incluindo 3.916 entubados com ventiladores artificais), muito mais do que durante a primeira onda da pandemia, no começo de 2020.

A situação está "muito, muito ruim agora, com uma tremenda pressão e, em alguns casos, parece uma zona de guerra" nos hospitais, advertiu o assessor científico do governo, Patrick Vallance.

Internacional