PUBLICIDADE
Topo

Marketing da pandemia: Macron usa desafio a Youtubers para viralizar entre jovens

24/02/2021 15h17

Uma missão dada pelo presidente. É assim que anunciam os youtubers franceses McFly e Carlito logo no início de um vídeo-campanha sobre os cuidados para evitar a transmissão do coronavírus. Publicado na manhã de domingo (21), o clipe com mais de 11 milhões de visualizações é a resposta a um desafio feito pelo próprio Emmanuel Macron e também parte de uma campanha de aproximação com a comunidade jovem na França.

Uma missão dada pelo presidente. É assim que anunciam os youtubers franceses McFly e Carlito logo no início de um vídeo-campanha sobre os cuidados para evitar a transmissão do coronavírus. Publicado na manhã de domingo (21), o clipe com mais de 11 milhões de visualizações é a resposta a um desafio feito pelo próprio Emmanuel Macron e também parte de uma campanha de aproximação com a comunidade jovem na França.

Em uma mensagem em vídeo gravada de seu celular, no formato de um selfie, Macron lançou a bola: "Façam um vídeo relembrando os gestos de barreira [contra a transmissão do coronavírus] e, se vocês tiverem dez milhões de visualizações, vocês poderão vir ao Eliseu".

Bem calculada, a estratégia visava uma dupla de influencers com seis milhões de assinantes e inúmeros vídeos no formato desafio. A resposta veio na forma de uma música piadista e um clipe enumerando os erros cometidos no controle da pandemia, a máscara no queixo, o encontro com os amigos etc. O rosto de Macron aparece, vindo do céu como o sol dos Teletubbies, para dar as instruções do que deve ser feito.

Para acelerar o resultado do vídeo, McFly e Carlito usaram um atalho, prometeram que toda a renda do vídeo será doada a associações de estudantes com dificuldades financeiras durante a pandemia. Um bom estímulo para seu público.

Em apenas três dias o clipe de "Je me souviens" ("Eu me lembro", em português) ultrapassou a barreira proposta pelo presidente. 

O porta-voz do governo Gabriel Attal confirmou nesta quarta (24) que o presidente vai cumprir sua promessa. A dupla vai agora até o Palácio do Eliseu gravar com Macron um vídeo com o presidente contando curiosidades da sua vida, ou como eles chamam, um concurso de anedotas. Recentemente a dupla fez o mesmo com o DJ David Ghetta e amealhou mais de seis milhões de visualizações.

Um olho na pandemia, outro na eleição

O clipe dos influencers é só mais um passo na estratégia de comunicação do governo Macron para chegar mais próximo dos jovens, pouco afeitos aos meios de comunicação tradicionais, e um tanto refratários ao distanciamento social durante essa pandemia.

A comunicação, tão importante para a saúde do país neste momento, também deve melhorar a imagem do presidente a pouco mais de um ano das próximas eleições presidenciais.

Mais jovem presidente eleito no país, Macron, de 43 anos, tem seus maiores níveis de popularidade entre os franceses de 18 a 24 anos: 47%, segundo pesquisa de opinião feita a pedido da revista Les Echos em fevereiro. Entre todas as idades, a popularidade de Macron é de 36%.

Frequentemente criticado por sua distância do povo e seu caráter "jupiteriano", no último ano Macron respondeu a perguntas dos internautas por mais de duas horas em uma entrevista à mídia digital Brut, abriu uma conta TikTok e fez um perguntas e respostas no SnapChat.

A escolha de seu porta-voz faz parte de toda essa estratégia. Gabriel Attal, com apenas 31 anos, faz anúncios oficiais no Eliseu diante dos jornalistas, mas todo domingo tem conversas em vídeo diretamente com influencers.

Nesta quarta (24), ele começa mais uma via de comunicação direta, uma emissão chamada "Sem filtro" ("Sans filtre") feita pelo Twitch.

Em um país em que o voto não é obrigatório, conquistar a preferência - e levar às urnas os jovens dessa faixa etária - pode ser decisivo para a reeleição.