PUBLICIDADE
Topo

Atletas brasileiros sofrem derrotas em Tóquio; judoca deixa tatame em maca

30/07/2021 05h44

A judoca brasileira Maria Suelen Altheman foi derrotada por ippon pela francesa Romane Dicko nas quartas de final da categoria até 78kg nos Jogos de Tóquio, nesta sexta-feira (30). Além da derrota, a representante do Brasil precisou sair do tatame de maca, após sofrer uma lesão no joelho no momento em que foi derrubada pela adversária francesa.

A judoca brasileira Maria Suelen Altheman foi derrotada por ippon pela francesa Romane Dicko nas quartas de final da categoria até 78kg nos Jogos de Tóquio, nesta sexta-feira (30). Além da derrota, a representante do Brasil precisou sair do tatame de maca, após sofrer uma lesão no joelho no momento em que foi derrubada pela adversária francesa.

A Confederação Brasileira de Judô (CBJ) emitiu um comunicado no Twitter informando que a atleta não vai participar da repescagem.

"Maria Suelen Altheman sentiu lesão no joelho esquerdo durante o combate de quartas de final contra a Romane Dicko e, após avaliação do departamento médico da seleção, não terá condições de lutar a repescagem. Ela passará por exames de imagem ainda nesta sexta, 30, em Tóquio", indicou a CBJ.

O ex-judoca Leandro Guilheiro, que participou da preparação da brasileira, disse durante a transmissão do canal SporTV que recebeu uma ligação da atleta e que ela informou que teria sofrido um rompimento no tendão patelar e que seria submetida a uma ressonância magnética na Vila Olímpica. Caso seja confirmada a lesão e não tenha mais condições de competir, Maria Suellen Altheman não participará do torneio por equipe em Tóquio, na estreia da modalidade no Jogos Olímpicos.

Esta é a terceira Olimpíada da brasileira, depois de ficar em quinto em Londres 2012 e em nono na Rio 2016.

Pepê Gonçalves não vai à final da K1

Pepê Gonçalves não conseguiu se classificar para a final da canoagem slalom K1 (caiaque). No Centro de Canoagem Slalom Kasai, o brasileiro, que conseguiu a histórica sexta poisção na Rio 2016, não foi bem na prova, cometeu três erros e foi punido com o acréscimo de seis segundos no tempo final, terminando assim na 19ª posição, com a marca de 104.33, à frente apenas do atleta do Comitê Olímpico Russo (ROC, pela sigla em inglês), Pavel Egel (151.41).

Se não tivesse sofrido a penalização, o canoísta do Brasil teria ficado com a última vaga entre os dez melhores da prova que avançaram para a decisão da medalha de ouro. O líder da semifinal foi o tcheco Jiri Prskavec, com 94.29.

Já Ana Sátila, a outra representante do Brasil na canoagem slalom, colocou seu nome na história da modalidade no país ao se tornar a primeira brasileira a se classificar para uma final olímpica, na C1 (canoa). A mineira acabou em último lugar entre as 10 finalistas após cometer dois erros que prejudicaram sua performance, sendo punida com a perda de 52 segundos.

A medalha de ouro foi conquistada pela australiana Jessica Fox, com um tempo de 105.04, seguida pela britânica Mallory Franklin (108.68), que ganhou a prata, enquanto a alemã Andrea Herzog (109.13) levou o bronze.

Keno "Marley" Machado é eliminado nas quartas de final

O boxeador brasileiro Keno "Marley" Machado foi eliminado nas quartas de final da categoria meio-pesado (75 a 81kg) ao ser derrotado nesta sexta-feira pelo britânico Benjamin Whittaker em decisão dividida dos juízes (3-2). Keno, que buscava uma vaga para garantir pelo menos o bronze, teve uma atuação mais cautelosa em relação à sua estreia na arena Kokugikan, quando derrotou o chinês Daxiang Chen.

O atleta de 21 anos aspirava seguir os passos de Robson Conceição, que conquistou o primeiro ouro olímpico para o Brasil na Rio 2016.

"Cometi alguns erros em alguns momentos e isso acarretou a derrota, mas estou bem e feliz com minha performance. Temos que analisar o resultado, não dá para julgar os juízes. Acho que foi justo", disse o brasileiro em entrevista ao SporTV.

Whittaker, terceiro da Copa do Mundo de 2019, lutará no domingo por uma vaga na final contra o russo Imam Khataev, que se classificou ao vencer por nocaute o espanhol Gazi Jalidov.

Ciclismo: finlandês é ouro no BMX, brasileiro cai na semifinal

Nesta sexta-feira, o finlandês Niek Kimmann conquistou a medalha de ouro no ciclismo BMX. A medalha de prata ficou com o britânico Kye Whyte e o bronze foi para o colombiano Carlos Alberto Ramirez Yepes.

Renato Rezende, representante brasileiro na modalidade, acabou não passando da semifinal, após ter caído na segunda volta da prova. Em sua terceira participação nos Jogos Olímpicos, essa é a primeira vez que o carioca chegou a uma semifinal, ficando entre os 16 melhores do mundo.

Priscilla Stevaux, representante brasileira na modalidade, não passou das eliminatórias. A medalha de ouro no ciclismo feminino BMX ficou para a britânica Bethany Shriever. A prata ficou com colombiana Mariana Pajón e o bronze foi para a holandesa Merel Smulders.

Rugby sevens: brasileiras perdem para Fiji e vão disputar 9º lugar

A seleção brasileira feminina de rugby sevens sofreu nova derrota pelo Grupo B, desta vez para Fiji por 41 a 5. Esta foi a terceira derrota seguida na competição do Brasil, que não conseguiu ficar entre as oito equipes que avançaram para as quartas de final. Agora, as brasileiras vão enfrentar o Canadá, nesta sexta-feira a partir das 04h30 (de Brasília), pela nona colocação geral.

Com informações da AFP