PUBLICIDADE
Topo

Sanofi vai suspender desenvolvimento de vacina com tecnologia de RNA mensageiro contra a Covid-19

28/09/2021 08h19

O grupo farmacêutico francês Sanofi anunciou o cancelamento do ensaio clínico de sua vacina com a tecnologia de RNA mensageiro (RNAm) contra a Covid-19. O grupo desistiu de usar a tecnologia, diante da concorrência de outros imunizantes desenvolvidos por BioNTech-Pfizer e Moderna, disponíveis há meses no mercado.

O grupo farmacêutico francês Sanofi anunciou o cancelamento do ensaio clínico de sua vacina com a tecnologia de RNA mensageiro (RNAm) contra a Covid-19. O grupo desistiu de usar a tecnologia, diante da concorrência de outros imunizantes desenvolvidos por BioNTech-Pfizer e Moderna, disponíveis há meses no mercado.

"O lançamento da fase III (fase final do desenvolvimento clínico) não correspondia a uma necessidade imediata de saúde pública, porque o produto chegaria muito tarde no mercado", explicou nesta terça-feira (28) à Reuters um porta-voz do grupo.

A decisão foi anunciada algumas horas depois da Sanofi apresentar resultados positivos no ensaio clínico das fases I e II de sua vacina desenvolvida com a americana Translate Bio, comprada recentemente pelo grupo.  

Para Martial Descoutures, analistas da Oddo BHF, a decisão da Sanofi de interromper o desenvolvimento da vacina de RNAm era "esperado".

"Não seria interessante desenvolver outra vacina a RNAm que não seria comercializada antes de 2023", explica. "Os primeiros dados são positivos e devem dar garantias ao mercado sobre a aquisição da Translate Bio", analisa.

Outra vacina disponível e dose de reforço

A Sanofi prefere investir no desenvolvimento de outra vacina contra a Covid-19, realizada com o grupo britânico GSK. O imunizante, feito com proteínas recombinantes e adjuvantes, esta atualmente em fase III de testes clínicos e poderia estar disponível no quarto trimestre deste ano, dependendo da aprovação das autoridades sanitárias.

Paralelamente ao estudo da fase III em curso, Sanofi ampliou seu programa de desenvolvimento para incluir um estudo sobre a vacina como dose de reforço potencial.

As pesquisas voltadas para a vacinação de reforço começaram em junho nos Estados Unidos, Austrália, França e no Reino Unido. Os primeiros resultados são esperados para o fim do quarto trimestre de 2021, precisou o grupo nesta terça-feira.

Durante uma conferência com jornalistas, o diretor do Sanofi Pasteur, Thomas Triomphe, indicou que a União Europeia e o Reino Unido encomendaram 75 milhões de doses da futura vacina desenvolvida com o GSK.

Vacina da gripe com RNAm

A Sanofi pretende agora utilizar a tecnologia RNAm no desenvolvimento de vacinas contra a gripe e outras doenças.  

"Hoje, nós dispomos de uma plataforma RNAm promissora, que nos permite passar nossas atividades de desenvolvimento a um nível superior, especialmente em matéria de RNAm modificado, e de focar em outras doenças, entre elas a gripe", declarou Jean François Toussaint, responsável mundial de pesquisa e desenvolvimento da Sanofi Pasteur.

O grupo lançou um teste clínico em junho para avaliar uma vacina experimental a base de RNAm contra a gripe e pretende lançar em 2022 estudos sobre outro imunizante contra a gripe, à base de RNAm modificado.

(Com informações da AFP)