PUBLICIDADE
Topo

Tempestade Aurora deixa 250 mil casas sem eletricidade na França

21/10/2021 08h39

A tempestade Aurora, que atingiu parte do território francês nesta quarta-feira (20), chegou nesta quinta-feira (21) à região parisiense, seus arredores e ao leste do país. As chuvas e ventos fortes deixaram milhares de casas sem eletricidade, segundo um balanço provisório da empresa de energia elétrica francesa Enedis. O tráfego ferroviário também foi afetado.

A tempestade Aurora, que atingiu parte do território francês nesta quarta-feira (20), chegou nesta quinta-feira (21) à região parisiense, seus arredores e ao leste do país. As chuvas e ventos fortes deixaram milhares de casas sem eletricidade, segundo um balanço provisório da empresa de energia elétrica francesa Enedis. O tráfego ferroviário também foi afetado.

Cerca de 3 mil técnicos foram mobilizados e o serviço de intervenção urgente da filial da EDF, a empresa fornecedora de energia elétrica na França, também foi acionado.

Na Normandia, no norte do país, cerca de 80 mil pessoas ficaram sem luz. "Por conta dos fortes ventos, as quedas das árvores estão atrapalhando o tráfego dos trens na região parisiense, na Normandia, no Norte e em Lorraine, no leste do país", escreveu o ministro francês do Transporte, Jean-Baptiste Djebbari, no Twitter. Cerca de 15 regiões no leste do país ainda estão em alerta amarelo. 

A Méteo France, agência de meteorologia francesa, colocou 12 regiões do norte do país em alerta laranja para ventos, que podem chegar a até 100 km/h na região parisiense.

Na cidade de Fécamp, em Seine Maritime, no litoral, os ventos atingiram 173 km/h nesta quarta-feira. A circulação dos trens sofreu perturbações e foi interrompida em áreas do norte, leste e centro, segundo a SNCF, a empresa ferroviária francesa.

Em Paris, quedas de árvores também levaram a  RATP a interromper parcialmente o tráfego do RER A, uma linha de trem que liga alguns subúrbios à capital, conhecida por ser uma das mais movimentadas do país. Outras linhas também foram afetadas. A tempestade também atrapalhou a circulação dos trens de longa distância, arrancou telhados de várias residências e provocou quedas de árvores. 

Mini tornado

Diversos estragos também foram constatados na Bretanha, onde a tempestade passou na quarta-feira. Um mini tornado foi registrado em Plozévet, uma cidade situada a cerca de 30 quilômetros a oeste de Quimper, no Finistério. Os ventos chegaram a 140 km/h e uma casa desabou. O prefeito da cidade, Gilles Kérézéon, disse ter visto raramente ventos "tão brutais." Na cidade de Landerneau, embarcadouros e lojas foram inundados.

De acordo com a rádio francesa France Bleu, não há mais regiões francesas em alerta laranja, ativado quando há fenômenos metereológicos perigosos. A tempestade agora deve chegar à Alemanha, segundo a Météo France.

(Com informações da AFP)