Bombeiros do Rio de Janeiro retornam da missão de resgate no Haiti

Da Agência Brasil
Em Brasília

Um grupo de 31 bombeiros da cidade do Rio de Janeiro voltou hoje (4) do Haiti, em voo da Força Aérea Brasileira (FAB), após 20 dias procurando sobreviventes do terremoto que devastou Porto Príncipe, capital daquele país.

O resultado do trabalho da equipe foi o salvamento de três pessoas e 57 corpos foram resgatados dos escombros. Os equipamentos utilizados pelos bombeiros cariocas nas operações de resgate no Haiti foram determinantes para o sucesso da missão, segundo o chefe da missão, tenente-coronel Ricardo Loureiro.

“Com a tesoura hidráulica, pudemos cortar ferros e vergalhões que impediam a chegada da equipe nas vítimas. Ajudamos também bombeiros de outros países, que não tinham equipamentos tão modernos”, disse.

A equipe foi a mesma que trabalhou em Angra dos Reis, litoral sul do estado, após os deslizamentos de terra no final do ano passado. “O grupo foi direto para o Haiti participar das missões. Chegando lá, começamos as buscas. Entre os bombeiros do mundo todo, fomos os únicos que participaram do trabalho 24 horas."

O salvamento da enfermeira Jean Baptiste, grávida de três meses, foi feito pelo grupo carioca, quatro dias após o desastre. O coronel Marcelo Canetti foi quem socorreu a enfermeira haitiana. “Assim que conseguimos tirar um de seus braços dos escombros, a colocamos no soro para hidrata-lá. Quando soubemos que ela está grávida, ficamos ainda mais felizes”, contou Canetti.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos