Insulza sugere fundo comum e coordenação de tarefas para reconstruir Haiti

Da EFE

Em Quito

O secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), o chileno José Miguel Insulza, sugeriu nesta teraç-feria (9) em Quito a criação de um fundo comum e a coordenação de todas as tarefas destinadas à reconstrução do Haiti após o terremoto do último dia 12.

Insulza, que participará hoje na capital equatoriana da reunião extraordinária da União de Nações Sul-americanas (Unasul) sobre o Haiti, sustentou que a coordenação de tarefas é imprescindível para que a meta de reconstrução seja atingida da melhor maneira.

"Há muitas ONGs que trabalham no Haiti, cada uma passa por cima da outra e isso dificultou historicamente a cooperação com o Haiti. Acho que, com um plano comum de reconstrução, podemos superar" esse tipo de problema, acrescentou o secretário-geral da OEA.

"Nós falamos de um fundo comum, de um só fundo, o Fundo Internacional para a Reconstrução do Haiti", que não significa que vai receber toda a cooperação e ajuda, "mas vai distribuir todo o trabalho de maneira coordenada", explicou.

Insulza disse que nesse objetivo avançam os esforços da Unasul para apoiar a reconstrução do Haiti e que, na reunião de hoje, serão definidos com a presença e sob a liderança do presidente haitiano, René Préval, convidado para a cúpula de Quito.

"Com isso, a Unasul poderá localizar um papel dentro da reconstrução que seja relevante", apontou o secretário-geral da OEA.

Além disso, Insulza disse que, apesar das dificuldades observadas no Haiti sobre a ajuda internacional, "a distribuição em Porto Príncipe melhorou bastante".

Segundo o secretário-geral da OEA, apesar de as denúncias de corrupção em torno da distribuição da ajuda no Haiti serem, sem dúvida, um assunto difícil, esse não é o principal problema.

"Seguramente, houve gente que abusou e, por exemplo, pegou mais que lhe corresponde, mas não acho que tenha havido uma coisa de corrupção organizada, embora esses problemas sempre existam", sustentou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos