Haiti necessitará de US$ 11,4 bilhões nos próximos 7 a 10 anos, diz Cepal

Da EFE

Os danos causados pelo terremoto que devastou o Haiti em 12 de janeiro e as necessidades de reconstrução do país superam os US$ 11,4 bilhões, declarou neste domingo (21) à Agência EFE um especialista em avaliação de desastres naturais da Comissão Econômica para a América Latina (Cepal).

"Somente para voltar a um estado semelhante ao que havia, que já era deteriorado, custaria mais de US$ 7,8 bilhões", explicou à Efe Ricardo Zapata, que retornou ao México depois de permanecer um mês no Haiti para avaliar os danos antes da conferência de países doadores de recursos, que será realizada em 31 de março em Nova York.

O número global de necessidades estimadas, "talvez para os próximos 7 a 10 anos, é de US$ 11,4 bilhões, mas o debate hoje se refere mais a como e a com quem" trabalhar na recuperação do país, explicou Zapata.

Nesse momento, ainda se precisa de ajuda humanitária para recuperar o Haiti dos estragos causados pelo terremoto de 7,2 graus na escala Richter de 12 de janeiro, que devastou sobretudo Porto Príncipe e deixou 1,5 milhão de desabrigados, quase 15% da população nacional.

"O preocupante é que os fluxos de recursos já não estão vindo", apontou o analista da Cepal.

Também faria falta garantir entre US$ 4 bilhões e US$ 5 bilhões para financiar nos próximos 18 meses diversos programas de emprego na agricultura, na indústria e no setor serviços.

Segundo o analista, é importante, por exemplo, que as 760 mil pessoas que abandonaram Porto Príncipe após o terremoto tenham a possibilidade de viver fora da capital e não se vejam obrigadas a retornar à cidade.

Além disso, ele considerou necessário o dinheiro, mas também contar com mecanismos de fiscalização e auditoria para verificar que as despesas dos fundos seja o suficiente e que exista uma boa comunicação entre os diferentes setores do país.

No próximo dia 31 está prevista a realização nos Estados Unidos uma conferência de países doadores de recursos ao Haiti, onde os participantes terão que detalhar "quanto dinheiro vão fornecer a esse processo" e em quais modalidades: perdão de dívida, envio de alimentos, entre outros.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos