Ban Ki-moon pede apoio de países a plano de ajuda ao Haiti

Do UOL Notícias*
Em São Paulo

O secretário-geral da ONU, o sul-coreano Ban Ki-moon, pediu hoje, ao abrir a conferência internacional de doações em prol do Haiti, em Nova York (EUA), que a comunidade internacional contribua para o "ambicioso" plano de US$ 3,9 bilhões destinado à reconstrução do país caribenho, devastado por um terremoto no começo do ano.

"É um plano de ação concreto, específico e ambicioso", disse Ban aos representantes de mais de 130 países presentes no encontro.

Segundo o diplomata, "sob este plano, uma nova comissão para a recuperação do Haiti canalizará US$ 3,9 bilhões a programas e projetos específicos durante os próximos 18 meses".

Ban disse ainda que, ao longo dos próximos dez anos, os haitianos precisarão de US$ 11,5 bilhões para se recuperarem dos danos causados pelo terremoto de 12 de janeiro.

"Ao fim deste dia, acredito que teremos ajudado verdadeiramente o Haiti a avançar no caminho que leva para um novo e melhor futuro", disse Ban ao inaugurar o evento.

O plano de ação para a reconstrução nacional e o desenvolvimento pretende transformar a tragédia em oportunidade para reconstruir o Haiti sobre novas bases.

A conferência é presidida por Ban, pela secretária de Estado americana, Hillary Clinton, e pelo primeiro-ministro haitiano, René Preval.

O Brasil participa da conferência. De acordo com dados do Itamaraty, o governo brasileiro já repassou ao Haiti o equivalente a R$ 340 milhões em recursos suplementares e US$ 17 milhões referentes a doações de diversas organizações internacionais. O país também apoia a reconstrução com a presença na Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti (Minustah).

Durante a reunião, o Brasil e Cuba vão anunciar a recuperação do sistema de saúde haitiano. Cuba enviará médicos e técnicos. O Brasil vai reformar hospitais e centros de saúde, enviar equipamentos e ambulâncias, estruturar programa de atenção básica à saúde, criar um centro de vigilância epidemiológica e ajudar a ampliar a vacinação.

 *Com agências internacionais e Agência Brasil

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos