Terremoto no Haiti deixou até 300 mil mortos, diz ONU

Da AFP

O terremoto de 12 de janeiro no Haiti deixou entre 250.000 e 300.000 mortos, disse nesta quinta-feira (22) Edmond Mulet, chefe da missão das Nações Unidas (Minustah). Até agora o número citado era de mais de 220.000 mortos.

"Completaram-se, ontem, 100 dias desde o sismo devastador que deixou entre 250.000 e 300.000 mortos, mais de 300.000 feridos e mais de um milhão de desabrigados", disse Mulet.

Mulet pediu que não seja "subestimada a amplitude da tarefa e dos desafios enfrentados pelo Haiti", destacando que "a reconstrução deva ser dirigida pelos haitianos".

Um grande terremoto de magnitude 7,0 na escala Richter atingiu o Haiti por volta das 19h50 (horário de Brasília) no último dia 12 de janeiro.

De acordo com medição do Serviço Geológico dos Estados Unidos, o terremoto aconteceu a cerca de 10 km de profundidade, a 22 km da capital haitiana, que tem mais de 1 milhão de habitantes.

O terremoto foi seguido de outros tremores, sendo dois de magnitudes de 5,9 e 5,5, e foi sentido com força em quase todo o território da República Dominicana, país situado na ilha de Hispaniola, como o Haiti, e também no leste de Cuba.

As consequências do terremoto foram gravíssimas para o país, onde mais da metade da população vive com menos de 1 dólar por dia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos