UOL Últimas NotíciasUOL Últimas Notícias
UOL BUSCA


 

09/05/2004 - 17h41
Valência é campeão espanhol 2003-2004

Sevilha, 9 mai (EFE).- O Valência aproveitou hoje, domingo, as derrotas do Real Madrid e do Barcelona e, com uma vitória de 2-0 sobre o Sevilha fora de casa, conquistou o sexto título espanhol de sua história.

O jogo não foi nada fácil, pois o Sevilha também precisava vencer para aumentar suas chances de se classificar para a Copa da Uefa da próxima temporada. Desde o começo da partida ficou claro que os donos da casa jogariam com muita vontade. Mas o Valência também mostrou logo que não pretendia perder a chance de conquistar o título ainda nesta rodada.

Aos 12 minutos do primeiro tempo, o time visitante armou um excelente contra-ataque, que Vicente aproveitou para abrir o placar.

Em vantagem, a equipe do técnico Rafa Benítez pôde praticar o jogo que domina perfeitamente: pressão no meio-campo e grande controle da situação na defesa.

O Sevilha não deixou de pressionar, mas começou a se desesperar.

Mesmo assim, Carlitos desperdiçou aos 34 minutos a chance de empatar a partida.

Percebendo que a vitória não estava garantida, o Valência buscou o segundo gol. Jorge López chegou a mandar a bola para a rede pouco antes do intervalo, mas o juiz anulou a jogada, marcando impedimento.

Carlitos, do Sevilha, também conseguiu pôr a bola dentro do gol adversário, mas teve impedimento marcado. O técnico do time da casa, Joaquín Caparrós, tirou o meia Javi Casquero e pôs em campo o atacante uruguaio Darío Silva. Em campo, seu time pressionava cada vez mais, enquanto o Valência e passava por sérios apuros deixava o tempo passar.

As chances do Sevilha se sucederam, mas no final foi o Valência que acabou marcando, por intermédio de Baraja, que havia substituído o brasileiro Ricardo Oliveira. O segundo gol garantiu a conquista do título com duas rodadas de antecedência e foi a senha para que a torcida do Valência desse início a uma grande festa.

No próprio estádio Ramón Sánchez Pizjuán, onde foi disputada a partida, centenas de torcedores do campeão, eufóricos, comemoraram o segundo título espanhol da equipe em três temporadas e acompanharam a volta olímpica da equipe. Em Valência, milhares de torcedores se reuniram em frente ao estádio de Mestalla para começar a comemorar o título.

Muitos haviam visto a partida em bares próximos ao estádio e, à medida que o fim do jogo se aproximava, iam se concentrando para festejar como já havia acontecido quando o time foi campeão em 2002 com uma vitória contra o Málaga fora de casa.

Vários torcedores comemoraram se molhando em fontes da cidade, na região da Andaluzia, em meio ao tradicional grito de "Campeones, campeones".

Com a conquista de hoje, Rafa Benítez, que é adorado pela torcida, se transformou no técnico a conquistar mais títulos pelo clube.

Foi o segundo título espanhol de um treinador que, na temporada 2001-2002, levou o Valência a acabar com uma fila de 31 anos sem títulos nacionais.

"O mérito é dos jogadores, que, além de serem bons, se comprometeram e se dedicaram de verdade", afirmou Benítez.

O Valência celebrará amanhã oficialmente o título em sua cidade, com torcida e as principais instituições políticas locais.

Os campeões vão passar a noite de hoje em Sevilha e chegarão nesta segunda-feira a Valência, onde desfilarão em carro aberto e oferecerão a conquista a Nossa Senhora dos Desamparados, a padroeira da cidade.

Após o final do jogo de hoje, o capitão do Valência, David Albelda, alfinetou o Real Madrid ao dizer que o resultado representa "a vitória da humildade e do trabalho sobre outras coisas, porque o dinheiro não é tudo nesta vida".

O Real Madrid de Ronaldo, Roberto Carlos, Zidane, Beckham e outras estrelas fracassou categoricamente nesta temporada, perdendo o Campoeonato Espanhol e a Liga dos Campeões. A equipe deu adeus ao título nacional ao ser derrotada neste sábado em casa pelo Mallorca por 3-2. Já o Barcelona, que começou a temporada mal, se recuperou graças principalmente às atuações do brasileiro Ronaldinho Gaúcho, mas também acabou se despedindo do título ao perder ontem para o Celta por 1-0 em Vigo.

O Valência ainda pode coroar a temporada com a conquista da Copa da Uefa, pois disputará a final da competição européia contra o Olympique de Marselha no dia 19 deste mês.

Escalações 0 - Sevilha FC: Esteban; Sergio Ramos, Javi Navarro (Magallanes, m.78), Pablo Alfaro, David; Daniel Alves, Javi Casquero (Darío Silva, m.46), Martí, Antonio López; Julio Baptista e Carlitos (Antoñito, m.68).

2 - Valência CF: Cañizares; Curro Torres, Ayala, Marchena, Carboni; Jorge López (Angulo, m.71), Sissoko (Aimar, m.78), Albelda, Vicente; Xisco e Ricardo Oliveira (Baraja, m.60).

Gols: 0-1, M.12: Vicente. 0-2, M.90: Baraja.

Árbitro: Evaristo Puentes Leira. Cartão amarelo: Xisco (m.21), Carboni (m.34) e Baraja (m.63), do Valência, e Daniel Alves (m.82) e David (m.83), do Sevilha.

ÍNDICE DE ÚLTIMAS NOTÍCIAS  IMPRIMIR  ENVIE POR E-MAIL

Folha Online
Reforma visual da Folha facilita a leitura; conheça as mudanças
UOL Esporte
Após fiasco de público, CBF reduz preços de ingressos para partida
UOL Economia
Bovespa reduz ritmo de perdas
perto do fim dos negócios

UOL Tecnologia
Fãs do iPhone promovem encontro no Brasil; veja mais
UOL Notícias
Chuvas deixam quatro mortos e afetam mais de 4 mil no Paraná
UOL Vestibular
Cotista tem nota parecida com de não-cotista aponta Unifesp
UOL Televisão
Nova novela da Record terá máfia e Gabriel Braga Nunes como protagonista
UOL Música
Radiohead entra em estúdio para trabalhar em disco novo
UOL Diversão & Arte
Escritor indiano Aravind Adiga ganha o Booker Prize
UOL Cinema
Novo filme dos irmãos
Coen tem maior bilheteria nos EUA