UOL Últimas NotíciasUOL Últimas Notícias
UOL BUSCA


 

18/06/2004 - 10h44
Juventus só terá Emerson se fizer oferta igual a do Real Madrid

Roma, 18 jun (EFE).- O diretor esportivo do Roma, Franco Baldini, reafirmou hoje, sexta-feira, que o meio-campo brasileiro Emerson só irá ao Juventus, como pretende, se o clube de Turim oferecer os 18 milhões de euros estipulados com o Real Madrid para sua transferência.

"Para que Emerson vá ao Juventus, devemos receber uma oferta similar à realizada pelo Real Madri: de 18 milhões de euros ou, em troca, (Manuele) Blasi (jogador do Juventus cedido ao Parma) e entre 13 e 14 milhões de euros", confirmou Baldini.

Nos últimos dias, foram feitas algumas reuniões entre o Roma e o Juventus para tentar resolver o já denominado "caso Emerson", jogador cujo contrato com o clube de Roma acaba no dia 30 de junho de 2005 e que tem, como ele mesmo reconheceu, um pré-acordo verbal com o Juventus.

O Roma, por outro lado, tem um acordo com o Real Madri cifrado em 18 milhões de euros, apesar de esta quantia poderia ser rebaixada em troca da disputa de um amistoso.

Nas últimas reuniões, o Roma voltou a reafirmar sua posição em relação ao Juventus, ao considerar insuficiente as ofertas que recebeu por Emerson.

Assim, segundo alguns meios de comunicação, o Juventus, que já tem um acordo com Emerson por cinco temporadas, só teria chegado a oferecer ao Roma cerca de 10 milhões de euros sabendo que o jogador estaria livre na próxima temporada.

"Nossos pedidos são esses: 18 milhões de euros ou Blasi e 13-14 milhões de euros. Se o Juventus os satisfazer, lhe damos o jogador.

Do contrário, Emerson não irá ao Juventus", enfatizou Baldini.

O diretor esportivo do Roma disse, além disso, que, se Emerson não quiser deixar a Itália, lhe oferecerá a possibilidade de ser cedido ao Inter de Milão, com quem também há um acordo, que seria a segunda opção depois do Real Madrid.

"Se o Juventus não nos der o que foi solicitado e Emerson rejeitar ir para o Real Madrid ou para o Inter de Milão, o Roma lhe convocará para a preparação na pré-temporada. Neste caso, todos sairíam derrotados", destaca o diretor esportivo.

O Roma, além disso, segundo alguns meios de comunicação, está confeccionando um dossiê para evidenciar que o Juventus e Emerson mantêm um acordo assinado, não verbal como afirma o jogador, o que seria ilegal.

A atual regulamentação da Fifa proíbe um clube contatar, e mais ainda assinar, com um jogador de outra entidade esportiva com contrato em vigor, salvo se o fizer com um máximo de seis meses antes da conclusão da vinculação contratual. A Emerson ainda lhe falta um ano.

Se o Roma denunciasse e demonstrasse tal "irregularidade", o Juventus e Emerson correriam o risco de ser sancionados.

A queda-de-braço entre o Roma e Emerson-Juventus, continua, com o Real Madrid e, depois, o Inter, esperando novos acontecimentos.

ÍNDICE DE ÚLTIMAS NOTÍCIAS  IMPRIMIR  ENVIE POR E-MAIL

Folha Online
Reforma visual da Folha facilita a leitura; conheça as mudanças
UOL Esporte
Após fiasco de público, CBF reduz preços de ingressos para partida
UOL Economia
Bovespa reduz ritmo de perdas
perto do fim dos negócios

UOL Tecnologia
Fãs do iPhone promovem encontro no Brasil; veja mais
UOL Notícias
Chuvas deixam quatro mortos e afetam mais de 4 mil no Paraná
UOL Vestibular
Cotista tem nota parecida com de não-cotista aponta Unifesp
UOL Televisão
Nova novela da Record terá máfia e Gabriel Braga Nunes como protagonista
UOL Música
Radiohead entra em estúdio para trabalhar em disco novo
UOL Diversão & Arte
Escritor indiano Aravind Adiga ganha o Booker Prize
UOL Cinema
Novo filme dos irmãos
Coen tem maior bilheteria nos EUA