UOL Últimas NotíciasUOL Últimas Notícias
UOL BUSCA


 

20/07/2004 - 16h39
Morre Antonio Gades, gênio do balé espanhol

MADRI, 20 jul (AFP) - O bailarino e coreógrafo espanhol Antonio Gades morreu nesta terça-feira em Madri aos 67 anos de idade, vítima de um câncer do qual sofria há vários anos, informou a família do artista.

"Ele morreu da mesma maneira como foi em vida: com uma dignidade reservada apenas aos que são totalmente íntegros", afirmou o diretor do Balé Nacional da Espanha, José Antonio Ruiz.

"Para o mundo do espetáculo e da dança espanhola, Gades significou a dignidade, a elegância e a integridade", acrescentou.

Nascido em 16 de novembro de 1936 em Elda, Gades, ou Antonio Esteve Ródenas, seu nome verdadeiro, com o passar dos anos se tornou uma das principais figuras do balé flamenco, sendo também um homem de firmes convicções políticas.

O renomado artista espanhol registrou uma última aparição pública no mês de junho em Havana, onde recebeu a Ordem José Martí - maior distinção concedida pelo governo de Cuba para figuras da arte e da cultura, na presença de Fidel Castro. Ele morreu no hospital madrilenho Gregorio Marañón.

"Nunca me senti um artista, mas um simples militante vestido de verde oliva", explicou Gades no dia 6 de junho em Havana.

Gades estava hospitalizado há várias semanas, mas seu estado de saúde piorou e ele morreu às 17H00 locais (12H00 de Brasília) desta terça-feira, segundo seus parentes.

Antonio Gades se tornou famoso mundialmente depois de protagonizar vários filmes do cineasta Carlos Saura, como "Bodas de sangre" (1981), "Carmen" (1983) e "El amor brujo" (1986).

Filho de um pedreiro, Gades começou a trabalhar cedo como aprendiz em um jornal de Madri aos 11 anos de idade. Adolescente, teve aulas de balé com Manolo Vargas, primeiro bailarino da companhia de Pilar López, de quem Gades inspirou seu amor pela dança.

Foi Pilar López quem batizou o bailarino com seu nome artístico. Depois de integrar sua companhia durante nove anos, Gades decidiu criar a sua própria. Isso aconteceu em 1961. Com ela, percorreu os palcos da Europa e da América Latina, além de Japão, Irã e Marrocos.

Depois de 23 anos dedicados à dança, em junho de 1975 anunciou sua aposentadoria e meses depois dissolveu a companhia.

No entanto, no final de 1977 voltou a dançar durante uma turnê ao lado da cubana Alicia Alonso pelos Estados Unidos e por Cuba. Na ocasião estabeleceu sua segunda residência em Cuba, a primeira havia estabelecido em Altea, na costa mediterrânea espanhola.

Em 1978 aceitou o cargo de diretor do Balé Nacional Espanhol.

Trabalhador incansável, Gades formou o Grupo Independente de Artistas da Dança (GIAD) em 1980.

Figuras da arte destacaram nesta terça-feira as virtudes do artista.

O bailarino e coreógrafo Antonio Canales confessou que sentiu "um frio na alma" ao receber a notícia do falecimento de Antonio Gades, "um trabalhador que ensinou a seus discípulos um universo de coisas com sua arte".

Os bailarinos Cesc Gelabert e Lydia Azzopardi afirmaram que perderam o "melhor" e lembraram que Gades era o mestre das pessoas da dança.

Respeitando sua vontade e a de seus familiares, Gades será cremado em uma cerimônia íntima. Casado quatro vezes e paie de cinco filhas, o bailarino pediu, como último desejo, que seus familiares transmitissem "seu mais sincero agradecimento a todos aqueles que admiraram e apoiaram sua obra e, de maneira especial, aos que o acompanharam na última etapa de sua vida".

A Fundação Antonio Gades, criada para cuidar do legado artístico do bailarino, trabalhará pelo apoio e difusão da dança espanhola em geral e do flamenco em particular, como o artista desejava, informou sua família.

ÍNDICE DE ÚLTIMAS NOTÍCIAS  IMPRIMIR  ENVIE POR E-MAIL

Folha Online
Reforma visual da Folha facilita a leitura; conheça as mudanças
UOL Esporte
Após fiasco de público, CBF reduz preços de ingressos para partida
UOL Economia
Bovespa reduz ritmo de perdas
perto do fim dos negócios

UOL Tecnologia
Fãs do iPhone promovem encontro no Brasil; veja mais
UOL Notícias
Chuvas deixam quatro mortos e afetam mais de 4 mil no Paraná
UOL Vestibular
Cotista tem nota parecida com de não-cotista aponta Unifesp
UOL Televisão
Nova novela da Record terá máfia e Gabriel Braga Nunes como protagonista
UOL Música
Radiohead entra em estúdio para trabalhar em disco novo
UOL Diversão & Arte
Escritor indiano Aravind Adiga ganha o Booker Prize
UOL Cinema
Novo filme dos irmãos
Coen tem maior bilheteria nos EUA