UOL Últimas NotíciasUOL Últimas Notícias
UOL BUSCA


 

27/08/2004 - 17h53
Argentina derrota 'Dream Team' e acaba com o mito dourado dos americanos

ATENAS, 27 ago (AFP) - A Argentina derrotou o Dream Team por 89 a 81 nesta sexta-feira e se classificou para a final do torneio masculino de basquete dos Jogos Olímpicos de Atenas-2004, além de ter acabado com o sonho americano de conquistar mais um ouro olímpico neste esporte.

Agora, os argentinos vão enfrentar o vencedor da partida entre a Lituânia e a Itália, que fazem a outra semifinal da competição. Na disputa pela medalha de bronze, os Estados Unidos jogarão contra o perdedor desta partida.

Com um total de 12 medalhas de ouro, uma de prata e uma de bronze nas Olimpíadas, o time dos Estados Unidos sofreu três reveses em Atenas: primeiro contra Porto Rico, depois Lituânia e hoje Argentina. Esta é, portanto, a primeira vez desde os Jogos de Barcelona, em 1992, que a equipe, formada por jogadores da NBA, não terá sequer a chance de disputar o primeiro lugar no basquete masculino.

No Campeonato Mundial de Indianápolis,e em 2002, os argentinos derrotaram a "equipe dos sonhos" por 87 a 80 e quebraram a invencibilidade de doze anos dos americanos.

O time americano chegou às semifinais do torneio de Atenas com uma campanha fraca de três vitórias e duas derrotas, o que representou a última vaga do Grupo B. Já os argentinos saíram da fase preliminar no terceiro lugar do Grupo A.

A partida de hoje foi para os jogadores de Larry Brown um verdadeiro calvário porque sempre ficaram atrás no marcador e tiveram de enfrentar um Emanuel Ginóbili implacável, que marcou 29 pontos.

Além de Ginóbili, a Argentina teve a grande virtude de contar com uma defesa sólida e um ataque certeiro, que alcançou uma média de 50% de acerto nos lançamentos.

A impotência dos americanos ficou manifesta principalmente no final da partida, quando Stephon Marbury - o melhor jogador americano em quadra - agrediu sem razão o centro argentino Ruben Wolkowyski.

Ao final do jogo, Ginóbili disse sentir-se "extremamente feliz" com a vitória.

"Será nossa primeira vez numa final olímpica e estou orgulhoso de ser membro dessa equipe", declarou o jogador dos San Antonio Spurs da NBA.

"A vitória demonstra ao mundo que somos um quinteto muito forte e que podemos jogar contra profissionais", acrescentou.

Segundo Ginóbili, o que resta à Argentina é dar tudo na final deste sábado.

Com a vitória desta sexta-feira, a seleção argentina garantiu sua primeira medalha olímpica na história do basquete. O cestinha do time argentino na semifinal olímpica de hoje foi Emanuel Ginóbili, que converteu 29 pontos. Segue abaixo a ficha técnica da partida.



Ficha técnica:

Argentina: 89 (24 19 27 19)

Estados Unidos: 81 (20 18 19 24)



Argentina (89): Juan Ignacio Sánchez (4), Emanuel Ginóbili (29), Fabricio Oberto (6), Andrés Nocioni (13) e Ruben Wolkowyski (3). Entraram: Alejandro Montecchia (12), Walter Herrmann (11), Gabriel Fernández (1), Hugo Sconochini, Luis Scola (10) e Carlos Delfino.

Estados Unidos (81): Allen Iverson (10), Stephon Marbury (18), Tim Duncan (10), Lamar Odom (14) e Richard Jefferson (7). Entraram: Dwyane Wade (2), Carlos Boozer (8), LeBron James (3), Shawn Marion (9) e Amare Stoudemire.

ÍNDICE DE ÚLTIMAS NOTÍCIAS  IMPRIMIR  ENVIE POR E-MAIL

Folha Online
Reforma visual da Folha facilita a leitura; conheça as mudanças
UOL Esporte
Após fiasco de público, CBF reduz preços de ingressos para partida
UOL Economia
Bovespa reduz ritmo de perdas
perto do fim dos negócios

UOL Tecnologia
Fãs do iPhone promovem encontro no Brasil; veja mais
UOL Notícias
Chuvas deixam quatro mortos e afetam mais de 4 mil no Paraná
UOL Vestibular
Cotista tem nota parecida com de não-cotista aponta Unifesp
UOL Televisão
Nova novela da Record terá máfia e Gabriel Braga Nunes como protagonista
UOL Música
Radiohead entra em estúdio para trabalhar em disco novo
UOL Diversão & Arte
Escritor indiano Aravind Adiga ganha o Booker Prize
UOL Cinema
Novo filme dos irmãos
Coen tem maior bilheteria nos EUA