UOL Últimas NotíciasUOL Últimas Notícias
UOL BUSCA


 

03/06/2005 - 15h30
Bebês gordinhos têm mais probabilidade de ser adultos obesos

Por Patricia Reaney

ATENAS (Reuters) - O fato de nascer com muito ou com baixo peso e o de engordar mais que crescer quando criança pode levar à obesidade na vida adulta, disseram cientistas na sexta-feira.

A obesidade infantil é um problema de saúde pública tão grave que pode reverter os avanços obtidos nos últimos 50 anos no combate às doenças cardíacas e às taxas de mortalidade, afirmam especialistas.

"A obesidade infantil está aumentando no mundo todo", disse Marie Françoise Rolland-Cachera, do Instituto Nacional de Saúde e Pesquisas Médicas de Paris.

"Ser uma criança obesa eleva o risco de ser um adulto obeso", disse ela no 14o. Congresso Europeu sobre Obesidade.

Estudos mostram que bebês que nascem com alto peso têm um risco maior de sofrer de obesidade mais tarde. Bebês que não pesam muito ao nascer mas que recuperam o peso rapidamente também podem estar mais propensos a se tornar adultos obesos.

O fato de engordar mais que crescer e a disposição da gordura no corpo durante a adolescência também deve ter impacto no risco de obesidade adulta e no aparecimento de doenças relacionadas a isso, como diabete e doenças cardiovasculares.

"É uma bomba-relógio", disse no encontro William Dietz, dos Centros para Controle de Doenças dos Estados Unidos.

Pelo menos 155 milhões de crianças em idade escolar estão acima do peso no mundo todo, e entre 35 e 40 milhões delas são obesas, segundo a Força-Tarefa Internacional de Obesidade (IOTF).

Falta de exercício, alterações na dieta e refeições maiores foram responsabilizados pelo aumento na obesidade infantil.

"A tendência continua a crescer porque não estamos combatendo alguns dos principais problemas de saúde pública", disse Tim Lobstein, coordenador de obesidade infantil da IOTF.

Ele afirmou que garantir a boa nutrição das mães durante a gravidez ajudará a assegurar que os bebês nasçam no peso ideal. A amamentação também dará ao bebê os nutrientes adequados para o desenvolvimento normal, acrescentou.

Segundo Lobstein, as escolas devem melhorar a alimentação e as instalações para que as crianças pratiquem exercícios.

ÍNDICE DE ÚLTIMAS NOTÍCIAS  IMPRIMIR  ENVIE POR E-MAIL

Folha Online
Reforma visual da Folha facilita a leitura; conheça as mudanças
UOL Esporte
Após fiasco de público, CBF reduz preços de ingressos para partida
UOL Economia
Bovespa reduz ritmo de perdas
perto do fim dos negócios

UOL Tecnologia
Fãs do iPhone promovem encontro no Brasil; veja mais
UOL Notícias
Chuvas deixam quatro mortos e afetam mais de 4 mil no Paraná
UOL Vestibular
Cotista tem nota parecida com de não-cotista aponta Unifesp
UOL Televisão
Nova novela da Record terá máfia e Gabriel Braga Nunes como protagonista
UOL Música
Radiohead entra em estúdio para trabalhar em disco novo
UOL Diversão & Arte
Escritor indiano Aravind Adiga ganha o Booker Prize
UOL Cinema
Novo filme dos irmãos
Coen tem maior bilheteria nos EUA