UOL Últimas NotíciasUOL Últimas Notícias
UOL BUSCA


 

16/09/2005 - 16h48
Polícia dinamarquesa recupera quadro roubado de Rembrandt

Por Laura Vinha

COPENHAGEN (Reuters) - A polícia dinamarquesa recuperou um auto-retrato do mestre holandês do século 17, Rembrandt, roubado num ousado assalto ao Museu Nacional da Suécia há quase cinco anos, informaram na sexta-feira as autoridades. Quatro homens foram presos.

Dois iraquianos, um gambiano e um sueco foram pegos numa ação policial enquanto exibiam a pintura, de 40 milhões de dólares, para um comprador potencial, num hotel de Copenhagen na noite de quinta-feira, disse a polícia dinamarquesa.

"Recuperamos a pintura durante uma ação planejada", afirmou à Reuters o porta-voz da polícia, Flemming Steen Munch, acrescentando que os quatro homens permanecerão detidos por 13 dias, enquanto se aprofunda a investigação.

"Teremos que continuar a investigação para ver se há mais gente envolvida", disse. Segundo ele, não há suspeitas contra o comprador em perspectiva. Se forem considerados culpados, os homens podem ser condenados a até seis anos de prisão.

A notícia foi bem recebida na Suécia. Ao ser indagada sobre como se sentiu ao saber da recuperação, Gorel Cavalli-Bjorkman, chefe de pesquisa do Museu Nacional da Suécia e perita em Rembrandt, disse à Reuters: "Pulei de alegria!".

"Achava que seria recuperado algum dia, só esperava que [o quadro] estivesse de volta antes de eu me aposentar", disse ela.

Munch afirmou que aparentemente a pintura está em boas condições, mas Cavalli-Bjorkman disse que o restaurador de arte do museu vai realizar um exame mais detalhado.

A pintura foi roubada junto com obras-primas do impressionista francês Pierre-August Renoir, quando uma gangue armada entrou no museu, pouco antes do horário de fechamento, em dezembro de 2000. O museu fica em Estocolmo, de frente para o mar.

Enquanto um homem exibia uma sub-metralhadora no lobby, dois outros pegaram as pinturas do segundo andar. Quando fugiam, espalhando pregos na estrada para atrasar seus perseguidores, dois carros explodiram nas proximidades, desviando a atenção. Os homens então escaparam num pequeno barco, que mais tarde foi recuperado.

O quadro "Conversa", de Renoir, foi recuperado pela polícia sueca em 2001. A "Jovem Parisiense", também de Renoir, ainda está desaparecida.

Em outro roubo de arte nos países nórdicos que chamou a atenção, uma versão de "O Grito", do artista norueguês Edvard Munch, foi roubada de um museu de Oslo no ano passado. O caso deixou o país perplexo e levou à criação de inúmeras teorias conspiratórias.

(Reportagem adicional de Niklas Pollard em Estocolmo e de Per Thomsen em Copenhagen)

ÍNDICE DE ÚLTIMAS NOTÍCIAS  IMPRIMIR  ENVIE POR E-MAIL

Folha Online
Reforma visual da Folha facilita a leitura; conheça as mudanças
UOL Esporte
Após fiasco de público, CBF reduz preços de ingressos para partida
UOL Economia
Bovespa reduz ritmo de perdas
perto do fim dos negócios

UOL Tecnologia
Fãs do iPhone promovem encontro no Brasil; veja mais
UOL Notícias
Chuvas deixam quatro mortos e afetam mais de 4 mil no Paraná
UOL Vestibular
Cotista tem nota parecida com de não-cotista aponta Unifesp
UOL Televisão
Nova novela da Record terá máfia e Gabriel Braga Nunes como protagonista
UOL Música
Radiohead entra em estúdio para trabalhar em disco novo
UOL Diversão & Arte
Escritor indiano Aravind Adiga ganha o Booker Prize
UOL Cinema
Novo filme dos irmãos
Coen tem maior bilheteria nos EUA