UOL Últimas NotíciasUOL Últimas Notícias
UOL BUSCA


 

20/04/2006 - 16h12
"Instinto Selvagem 2" vira thriller sexual medíocre; veja trailer e fotos de Sharon Stone

Por Kirk Honeycutt

HOLLYWOOD (Hollywood Reporter) - O primeiro "Instinto Selvagem", de 1992, rendeu 350 milhões de dólares e alavancou a carreira de Sharon Stone, que interpretava a sedutora e possivelmente assassina escritora Catherine Tramell. A vilã não poderia desaparecer de cena para sempre, e a sequência começou a ser trabalhada há vários anos.

O que finalmente surge em "Instinto Selvagem 2", estréia da sexta-feira, é algo que lembra o original, embora possa desapontar de várias maneiras.

No primeiro longa, em uma mistura alucinante de sexo, sedução e assassinato, uma "femme fatale" e um policial corrupto se encontram em uma Califórnia ensolarada, com ângulos de câmera dignos de Hitchcock e uma trilha sonora instigante de Jerry Goldsmith.

Contrastando com esse clima, "Instinto 2" acontece numa Londres pós-moderna sombria, elegante e fria, com interiores cavernosos, superfícies muitas vezes monocromáticas e sombras por toda parte.

O diretor, desta vez, é o britânico Michael Caton-Jones, que apresenta as cenas de sexo de maneira que provoca o distanciamento do espectador. Enquanto no original se percebia o voyeurismo entusiasmado do cineasta Paul Verhoeven, no novo há um repúdio do próprio diretor pelas passagens mais picantes.

Para complicar as coisas, a sequência, escrita por Leora Barish e Henry Bean, se deixa encurralar pela necessidade de repetir temas e cenas do original, em lugar de lançar-se com ousadia na exploração de território novo.

DIÁLOGOS HILÁRIOS

Sharon Stone está de volta no papel da romancista. Mas o policial de San Francisco representado por Michael Douglas se foi, e seu lugar foi tomado por um psiquiatra gélido, Dr. Michael Glass (David Morrissey).

A substituição é decepcionante e desequilibra a interação. Desde o primeiro momento em que Glass aparece em cena, percebe-se que ele não tem condições de encarar o páreo com Catherine Tramell.

Os diálogos em muitos momentos são hilários -- "até a verdade vira mentira com ela!", grita o investigador de polícia representado por David Thewlis, falando de Tramell. As tramas sexuais são dignas de telenovela, e a solução de todos os assassinatos é totalmente destituída de credibilidade.

Catherine é uma mulher viciada em assumir riscos, que sente necessidade de correr perigo cada vez mais. Quando a escritora, transferida para Londres por razões não explicadas, mergulha no Tâmisa tarde da noite com seu carro esporte, ela se vê envolvida na morte de um jogador de futebol.

O superintendente Roy Washburn (Thewlis) convoca o psiquiatra criminal Dr. Glass para fazer uma avaliação clínica dela.

SEM MUITA LÓGICA

A análise que ele faz parece impressionar Catherine, já que, ao ser solta, ela o procura para ser seu terapeuta. Ele a aceita como paciente apesar das objeções de sua colega, a Dra. Milena Gardosh (Charlotte Rampling).

Como seria de se esperar, os papéis se invertem: durante as sessões de análise, Catherine provoca o psiquiatra e arranca informações dele, sem revelar muito a seu próprio respeito.

E, é claro, ele se apaixona totalmente por ela. Enquanto Washburn continua a tentar incriminar Catherine pela primeira morte, ela se insinua nas vidas de quase todos ao redor de Glass -- sua ex-esposa (Indira Varma), um jornalista (Hugh Dancy) que está escrevendo uma matéria crítica sobre o psiquiatra, e até mesmo a Dra. Gardosh. Nem todos sobrevivem.

A performance de Morrissey é desajeitada e pouco convincente, e Sharon Stone chega perigosamente perto de exagerar na dose no papel da femme fatale.

Na parte menos digna de crédito da história, Catherine deixa o bom doutor segui-la pelas ruas decadentes do Soho, onde paga a um cafetão num bordel para transar com ela, sabendo que Glass a está observando.

O filme acaba virando um thriller sexual mais brando, no qual muita coisa é previsível, apesar de estar longe de ser lógica.

ÍNDICE DE ÚLTIMAS NOTÍCIAS  IMPRIMIR  ENVIE POR E-MAIL

Folha Online
Reforma visual da Folha facilita a leitura; conheça as mudanças
UOL Esporte
Após fiasco de público, CBF reduz preços de ingressos para partida
UOL Economia
Bovespa reduz ritmo de perdas
perto do fim dos negócios

UOL Tecnologia
Fãs do iPhone promovem encontro no Brasil; veja mais
UOL Notícias
Chuvas deixam quatro mortos e afetam mais de 4 mil no Paraná
UOL Vestibular
Cotista tem nota parecida com de não-cotista aponta Unifesp
UOL Televisão
Nova novela da Record terá máfia e Gabriel Braga Nunes como protagonista
UOL Música
Radiohead entra em estúdio para trabalhar em disco novo
UOL Diversão & Arte
Escritor indiano Aravind Adiga ganha o Booker Prize
UOL Cinema
Novo filme dos irmãos
Coen tem maior bilheteria nos EUA