UOL Últimas NotíciasUOL Últimas Notícias
UOL BUSCA


 

26/05/2007 - 12h30
Obra no aeroporto Santos Dumont custou R$ 334 mi

Rio - Passageiros da ponte aérea que estiveram ontem no aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, aprovaram a beleza estética do novo terminal de embarque, inaugurado após o investimento de R$ 334 milhões.

Mas algumas dúvidas ainda pairam no ar. O deputado estadual Wagner Montes (PDT), por exemplo, sentiu a falta de um veículo especializado no transporte de deficientes físicos. Ele sugeriu ao superintendente do Santos Dumont, Juarez Brito, a utilização de um carrinho elétrico com capacidade para seis pessoas.

A preocupação dele é com a distância a ser percorrida até a nova sala de embarque. "Para quem é deficiente físico, é a morte", reclamou o deputado, que usa uma prótese na perna direita e se divide, há 22 anos, entre Rio e São Paulo, onde vive a mulher. Brito disse que estudará de forma rápida a sugestão de Montes.

O cineasta Evaldo Mocarzel elogiou a plástica do terminal de embarque, todo feito em vidro para proporcionar a visão da Baía de Guanabara. Ele chamou a atenção, porém, para um detalhe.

"Eu acho que esse teto de vidro pode dar problema no verão. Imagina o sol forte, como vai esquentar o ambiente", afirmou Mocarzel, sem saber que os vidros utilizados no terminal de embarque foram feitos na Bélgica e protegem o local dos raios ultravioleta e do calor.

De acordo com Brito, superintendente do Santos Dumont, apenas os vidros custaram R$ 30 milhões, o que encareceu a obra de ampliação do aeroporto em 24%. Ele informou que esta foi uma exigência dos órgãos estadual e federal de proteção ao patrimônio histórico para preservar a vista panorâmica da Baía de Guanabara.

O psicólogo Mark Koster, de 39 anos, também apreciou a beleza interna do novo terminal de embarque, mas se preocupa com a origem do dinheiro dos investimentos. "Esta tudo muito bonito, mas vamos esperar um pouco para ver se funciona. Também gostaria de saber de onde veio o dinheiro para essa obra", questionou Koster, acompanhado de sua mãe Marny, de 76 anos. Os dois aguardavam o vôo para São Paulo.

O superintendente do Santos Dumont informou que 85% das obras de ampliação já estão prontas. Ontem, na inauguração do novo terminal, estavam sendo utilizadas quatro pontes "fingers", que levam os passageiros da sala de embarque até as aeronaves. Na próxima semana, a quinta ponte entrará em operação. As três restantes serão instaladas nos próximos 20 dias.

Brito refutou problemas na acoplagem das pontes às aeronaves e disse que, durante a fase de testes, foram feitos os ajustes necessários no posicionamento das aeronaves para o encaixe das pontes.

A capacidade do Santos Dumont passará dos atuais 3,5 milhões de passageiros por ano para 8 milhões, com as obras de ampliação. Por dia, segundo Brito, cerca de 12 mil pessoas utilizam o aeroporto.

O terminal de embarque vai ter 153 pontos comerciais, dos quais trinta serão lojas. Haverá, também, uma praça de alimentação no segundo andar, com 11 restaurantes.

Ainda faltam algumas obras na ampliação do aeroporto. Brito explicou que, onde antes estavam os balcões de check-in e vendas de passagem, serão construídas as salas de desembarque. E o antigo terminal de desembarque será utilizado pelas companhias de aviação regionais e táxis aéreos.

Alberto Komatsu

ÍNDICE DE ÚLTIMAS NOTÍCIAS  IMPRIMIR  ENVIE POR E-MAIL

Folha Online
Reforma visual da Folha facilita a leitura; conheça as mudanças
UOL Esporte
Após fiasco de público, CBF reduz preços de ingressos para partida
UOL Economia
Bovespa reduz ritmo de perdas
perto do fim dos negócios

UOL Tecnologia
Fãs do iPhone promovem encontro no Brasil; veja mais
UOL Notícias
Chuvas deixam quatro mortos e afetam mais de 4 mil no Paraná
UOL Vestibular
Cotista tem nota parecida com de não-cotista aponta Unifesp
UOL Televisão
Nova novela da Record terá máfia e Gabriel Braga Nunes como protagonista
UOL Música
Radiohead entra em estúdio para trabalhar em disco novo
UOL Diversão & Arte
Escritor indiano Aravind Adiga ganha o Booker Prize
UOL Cinema
Novo filme dos irmãos
Coen tem maior bilheteria nos EUA