UOL Últimas NotíciasUOL Últimas Notícias
UOL BUSCA


 

29/11/2007 - 04h35
Após nu, Mônica Veloso tenta manter-se na mídia com livro sem revelações

Rodrigo Bertolotto
Em São Paulo

Na noite de autógrafos de seu livro de estréia, a autora atraiu mais os flashes dos fotógrafos que pessoas na fila atrás de uma dedicatória. E dos poucos potenciais leitores, a grande maioria era formada por amigos de sua assessora ou de seu agente.

Alçada à fama durante o turbilhão de denúncias que tirou Renan Calheiros da presidência do Senado e ameaçam seu mandato (uma empreiteira teria pago a pensão para a filha extra-conjugal do senador alagoano com ela), Mônica Veloso fez nessa quarta à noite o lançamento nacional do livro "O Poder Que Seduz" em um lotado restaurante na grã-fina rua Amauri.

Renato Stockler/Na Lata
No lançamento de "O Poder Que Seduz", mais flashes de fotógrafos que leitores
Renato Stockler/Na Lata
A autora ao lado do diretor cinematográfico Aníbal Massaini: promessa de fazer filme
Renato Stockler/Na Lata
Anel de brilhantes: designer de jóias montou uma coleção inspirada na jornalista
MAIS FOTOS DO LANÇAMENTO
A mais famosa entre os 180 convidados era Nani Venâncio, mito erótico dos anos 80 e hoje apresentadora de programa feminino na Rede Brasil, canal UHF, ao lado de Ney Gonçalves Dias. "Temos que acabar com essa hipocrisia, com o machismo", proclamou Nani, que foi citada na página 184 do livro, quando Mônica relata sobre posar nua para a revista Playboy, em ensaio que foi publicado no mês passado. Nani apareceu no evento porque é mais uma das clientes da assessora de imprensa Lu Barbosa, em uma lista que inclui também os cantores Roberto Leal e Oswaldo Montenegro.

Outra celebridade presente foi o produtor e diretor cinematográfico Aníbal Massaini, que promete colocá-la na produção futura sobre a vinda da família real portuguesa ao Brasil, ainda em busca de patrocinadores. "Não sei se ela pode ser a marquesa de Santos, mas vamos achar um papel para ela", afirma Massaini. Mônica, que já se aventurou em quadro no humorístico global "Zorra Total", diz que se preparará: "Para tela grande, preciso fazer aulas de interpretação."

Apresentadora na década passada do DF-TV, telejornal local da retransmissora da Globo na capital federal, Mônica Veloso se aventurou depois em uma produtora que fazia campanhas políticas, até que se aproximou no final de 2002 de Calheiros, com quem gravara um programa eleitoral contratado por seu partido, o PMDB. Da relação amorosa, nasce em 2004 uma filha. O assunto driblou a imprensa até que uma onda de investigações apontou que um lobista ligado à empreitada Mendes Júnior teria pago a pensão alimentícia da pequena Catarina, 3.

Após a reviravolta em sua vida, Mônica aproveitou "tanta exposição negativa" para tentar uma "projeção positiva", em suas palavras. Na promoção do seu nu artístico, ela deu chiliques em entrevistas televisivas. Na TV Bandeirantes, arrancou o microfone e disse "você está pegando pesado" quando o apresentador Roberto Cabrini perguntou sobre quem pagava a pensão. Na TV Record não foi diferente: ela pediu "desliga as câmeras" quando Britto Junior questionou sobre a relação com o senador. Já diante dos humoristas do programa "Pânico", da Rede TV, segurou o rebolado quando a pergunta era se foi usado o programa photoshop para melhorar suas fotos na revista masculina.

O livro é nova ocasião para conseguir mídia. Lá está de novo o apresentador Amaury Junior. Antes de ligar as câmeras, ele pede um furo de reportagem para ela: "Faz uma revelação, fala que a fila andou e já está de namorado novo", implora o telecolunista social.

Mônica prefere as declarações mais contidas, falando de finanças e não em amores. "Quem achar que o livro é oportunista, eu vou respeitar. Aceito a crítica, mas eu tinha que lançar agora para aproveitar as vendas de Natal. De outra forma, só iria sair em março, depois das férias", diz a nova celebridade.

Renato Stockler/Na Lata
Jornalista quer transformar "exposição negativa" em "projeção positiva"
ENTREVISTA AO UOLNEWS
Na fila para o autógrafo, o dentista de Mônica, doutor Nelson Lascala, e o advogado das estrelas de TV, Sérgio Dantino. Também está a designer de jóias Rosana Chinche, que montou uma coleção inspirada na jornalista. Dentro de um vestido verde esmeralda assinado por Arthur Caliman, Mônica usou um anel e brincos de ouro branco e brilhantes, custando respectivamente de R$ 70 mil e R$ 60mil. "Ela tem um estilo clássico e requintado, pensei em algo intelectual", afirma a ourives que já adornou atrizes de oito novelas da Globo.

Também engrossavam a fila vários amigos do agente de Mônica, Maurício Tavares, que trabalha com Hebe Camargo, Eliana, Adriane Galisteu e Solange Frazão. Tavares nega que queira fazer de Mônica uma nova Galisteu, que surgiu como a namorada de Ayrton Senna que a família do piloto renegava e se firmou como apresentadora. Ele planeja que Mônica irá dar palestra sobre jornalismo e marketing político. E diz que está negociando com veículos de TV para um programa de entrevista comandado por Mônica.

Menos de dez livros foram vendidos no evento. Um deles foi comprado por Denise Barreto, que se disse fã de Mônica: "Trabalho com homens e eles são muito preconceituosos. Se é gostosa, não pode ser competente." Mônica se prepara para uma maratona de noites de assinaturas, passando pelo Rio, Brasília, Belo Horizonte e Salvador na próxima semana.

Em São Paulo, aconteceu em um canto de restaurante que funcionava normalmente para sua clientela, com engravatados estendendo a happy hour e casais em jantares românticos ao lado do evento. A assessora Lu só ficou decepcionada com a falta do convidado Pelé. "Ele está viajando, não pôde vir", lamentou.


Folha Online
Reforma visual da Folha facilita a leitura; conheça as mudanças
UOL Esporte
Após fiasco de público, CBF reduz preços de ingressos para partida
UOL Economia
Bovespa reduz ritmo de perdas
perto do fim dos negócios

UOL Tecnologia
Fãs do iPhone promovem encontro no Brasil; veja mais
UOL Notícias
Chuvas deixam quatro mortos e afetam mais de 4 mil no Paraná
UOL Vestibular
Cotista tem nota parecida com de não-cotista aponta Unifesp
UOL Televisão
Nova novela da Record terá máfia e Gabriel Braga Nunes como protagonista
UOL Música
Radiohead entra em estúdio para trabalhar em disco novo
UOL Diversão & Arte
Escritor indiano Aravind Adiga ganha o Booker Prize
UOL Cinema
Novo filme dos irmãos
Coen tem maior bilheteria nos EUA