UOL Notícias Notícias
 

17/03/2008 - 11h26

Navio norueguês derrama 5 mil litros de óleo na Baía de Aratu

Gabriel Noronha
Especial para o UOL
Em Salvador (Bahia)
Atualizada às 14h15

A Secretaria do Meio Ambiente da Bahia já recuperou 80% dos 5 mil litros de óleo lubrificante que foram derrubados por um navio de bandeira norueguesa no Porto de Aratu, no município de Candeias, a 46 km de Salvador. Parte do óleo derramado ainda permanece próxima à ilha da Maré e os técnicos e ambientalistas tentam evitar que atinja a terra.

O acidente ocorreu no final da noite de sábado, quando o navio NCC Jupail bateu em um píer de amarração durante manobra no porto. O navio levava óleo lubrificante e materiais utilizados no refino de petróleo e tinha como destino a cidade de Amsterdã, na Holanda.

O choque abriu um rombo de três metros no casco da embarcação, por onde vazaram os 5 mil litros de óleo. A Capitania dos Portos abriu um inquérito para apurar as razões do acidente.

João Alvarez/A Tarde/AE
Choque contra o píer abriu buraco no casco do navio norueguês NCC Jubail


Na manhã desta segunda-feira, técnicos do Centro de Recursos Ambientais (CRA) haviam sobrevoado a Baía de Todos os Santos para avaliar as conseqüências do derramamento os de óleo lubrificante , de bandeira norueguesa, que bateu no Porto de Aratu.

A diretora-geral do CRA, Beth Wagner, declarou que uma mancha de óleo atingiu a praia de Bananeira, na Ilha de Marés, que pertence ao município de Salvador. "Ainda não sabemos a origem do óleo mas acreditamos que seja deste mesmo navio", disse após sobrevoar a região de helicóptero.

Segundo a diretora do CRA, a mancha que atingiu a praia de Bananeira corresponde a 30% de outra mancha, que está represada no píer do Porto de Aratu, localizado na região nordeste da Baía de Todos os Santos. No total, 20 km² foram atingidos.

O navio foi cercado por barras de proteção para evitar que o material se espalhasse, e 11 técnicos em segurança ambiental usaram mantas para absorver o óleo e bombeá-lo para dentro de tonéis.

"A princípio, a mancha não atingiu praias e manguezais, mas ela estava se deslocando em direção à Ilha de Maré, que fica dentro da Baía de Aratu. Uma equipe de atendimento está indo para lá para analisar a situação", disse Cíntia Levita, coordenadora de emergências do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) na Bahia.

O óleo derramado causou um impacto visual negativo muito grande. "É um volume considerável de óleo que está recobrindo a lâmina d'água. A extensão da mancha é grande, e o tempo não está contribuindo. Está chovendo e ventando muito na Bahia, o que favorece o espalhamento", afirmou Cíntia.

De acordo com a analista ambiental, no entanto, a pequena intensidade das ondulações no local do acidente pode favorecer o trabalho de limpeza da água. "Podemos colocar as barreiras e conter o espalhamento desse produto para podermos absorvê-lo depois", afirmou.

VEJA REPORTAGEM EM VÍDEO


Com a colisão, o navio sofreu danos no sistema de propulsão e está sem condições de se locomover. Segundo o CRA, a Agência Marítima Granel será responsabilizada pelos danos e pode receber multa diária de R$ 5 mil a R$ 50 milhões.

O gerente da empresa, Israel Vasconcelos, informou que o navio sofreu um rombo de três metros de diâmetro no casco e que a embarcação deve ser descarregada completamente em Aratu para execução dos reparos.

Ele disse que a operação é segura e não provocará novo derramamento. A Granel irá apurar a responsabilidade pelo acidente antes de se pronunciar oficialmente sobre o caso.

O inquérito administrativo aberto pela Capitania dos Portos para apurar as causas do acidente só deve ser concluído em 90 dias. Já o Ibama fará uma visita ao porto ainda nesta segunda-feira para verificar as condições em que foi realizada a operação que causou o acidente. O Porto de Aratu não tem licença ambiental válida, mas está em processo de regularização junto ao órgão.

Com informações da Agência Estado

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,05
    3,921
    Outras moedas
  • Bovespa

    18h20

    0,59
    86.419,57
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host
    Atualizada às 14h15 %>