UOL Notícias Notícias
 

28/03/2008 - 18h14

Cloro intoxica 80 funcionários da empresa que faz disque-denúncia da dengue

André Naddeo
Do Rio de Janeiro
O cloro usado na área externa da Telesoluções Telemarketing Ltda, no centro do Rio de Janeiro, para combater o mosquito da dengue foi a causa da intoxicação de 80 funcionários da empresa, segundo dados da Secretaria Municipal de Saúde. A intoxicação ocorreu entre a noite de quinta-feira e a manhã de sexta.

O produto químico, usado principalmente na limpeza de piscinas e caixas d´água, foi jogado em possíveis focos do mosquito Aedes aegypt que ficavam bem ao lado de um aparelho chamado condensador. É ele que renova os dutos de ar condicionado da empresa. Uma pequena quantidade, segundo a empresa, acabou sendo lançada e causou a contaminação dos funcionários, a maioria deles operadores de telemarketing.

COMBATE À DENGUE
Marcia Ribeiro/Folha Imagem
Técnico em laboratório de controle de zoonozes mostra mosquito Aedes aegypti, transmissor da febre amarela e da dengue
INFOGRÁFICO: MOSQUITOS E DOENÇAS
7 CAPITAIS COM RISCO DE EPIDEMIA
CIENTISTAS EXPLICAM INFECÇÃO
GOVERNO CONTESTA DENGUE TIPO 4
CEARÁ TRATA VIROSE COMO DENGUE
A Telesoluções Telemarketing Ltda tem cerca de 1.500 funcionários e é a empresa que, por ironia, presta o atendimento do disque-denúncia da dengue - serviço pelo qual a população avisa os órgãos responsáveis sobre possíveis focos da doença, que já matou 54 pessoas somente no estado do Rio de Janeiro.

Tontura, garganta ardendo e desmaios
"O pessoal saía de lá com falta de ar. Eu não conseguia enxergar mais nada, minha vista doía muito, o cheiro era insuportável", conta a operadora de telemarketing Luziede Ferreira. "Minha garganta estava ardendo demais, não sentia minhas mãos, nem meus pés", é tudo o que lembra a também operadora Carla Helena Pereira, que desmaiou logo após deixar o prédio onde trabalha.

Carla foi uma das 51 pessoas atendidas no Hospital Municipal Souza Aguiar na noite da última quinta - além dela, outras quatro foram encaminhadas ao Hospital Miguel Couto. O cheiro forte começou a ser sentido por volta das 19h. O salão vinho, um dos sete do prédio e que concentra cerca de 400 funcionários, foi o mais atingido. Mas não demorou muito para que toda a empresa sentisse os malefícios do produto químico.

"Fui ao banheiro quando eram umas sete horas da noite (de quinta-feira) e senti o cheiro. Voltei, perguntei para os meus companheiros se eles estavam sentindo e todos confirmaram que sim. Mesmo assim, ficamos presos por cerca de uma hora lá dentro, sem a liberação do nosso supervisor", explica a operadora Ana Paula Reis. "A gente via as pessoas pela janela já do lado de fora, pedia para sair e nossa supervisora falava: 'eles estão lá fora porque atingiram a meta de vendas deles'. Achei um absurdo."

O Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil foram chamados. Todos os funcionários foram liberados e tão logo todas as vítimas foram atendidas, o prédio foi liberado. Mas, na manhã desta sexta-feira, mais cheiro forte e mais intoxicados - 25 pessoas novamente passaram mal, com forte dor de cabeça e na garganta.

Cheiro forte persiste
A empresa foi mais uma vez interditada, e todos os funcionários do turno da tarde e noite liberados. A Telesoluções Telemarketing argumenta em nota que tem um atestado da Defesa Civil, assinado por Leonardo Mitsuro, que 'atestou quanto as manutenções das atividades normais em todo o prédio' para este sábado.

O aparelho de ar condicionado do local segue desligado, mas, como os funcionários de plantão voltam a trabalhar neste sábado, ele será religado. Nossa reportagem tentou entrar nas dependências da empresa, mas a entrada não foi autorizada.

Cláudio José, assessor do Sindicato da Polícia Civil (Sindipol) visitou o local onde foi colocado o cloro, bem como outros salões. "O cheiro forte ainda persiste, fiquei lá dentro pouco tempo, mas já estou com os olhos doendo e a garganta seca", disse.

As investigações estão sob responsabilidade da 1ª Delegacia de Polícia, na Praça Mauá, também região central do município do Rio de Janeiro.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,79
    4,301
    Outras moedas
  • Bovespa

    18h26

    -1,11
    114.380,71
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host