UOL Notícias Notícias
 

31/03/2008 - 08h45

Casos de dengue no Ceará chegam a 4.600, maior índice dos últimos 3 anos

Vicente Gioielli
Especial para o UOL
Em Fortaleza (Ceará)
O número de casos de dengue confirmados este ano no Estado do Ceará é o maior dos últimos três anos no período de janeiro a março. Segundo dados da Secretaria de Saúde do Estado, foram confirmados 4.600 casos em 2008 - 413 a mais que em 2007, 1.395 mil a mais que em 2006 e 2.527 a mais que em 2005. Apesar do alto índice de infectados, apenas uma morte foi confirmada no Estado em decorrência da doença.

A população de 76% dos municípios Ceará está sob alerta. Ao todo, 140 cidades, incluindo a capital, Fortaleza, notificaram pelo menos um caso de dengue em 2008. Em todo o Estado foram notificados nos três primeiros meses deste ano 8.067 casos suspeitos da doença na sua forma clássica, mas, até agora, os 4.600 casos confirmados estão distribuidos em 111 municípios.

Os órgãos públicos do Estado investigam também 73 casos de notificações que apontam para a Febre Hemorrágica da Dengue (FHD). No Ceará, somente neste ano, já foram confirmados 68 casos desta tipologia mais perigosa da doença.

A maioria dos casos de dengue hemorrágica que estão sob investigação no Ceará, se concentram em Fortaleza. Foram notificados na Capital 33 suspeitas que teriam resultado em sete mortes. Também há registro de óbitos que podem ser atribuídos à dengue em outros quatro municípios: Aracati, Baturité, São Gonçalo do Amarante e Sobral. A única morte confirmada pela dengue aconteceu no município de Itapipoca.

Recomendações do governo
Procurando evitar mais mortes em decorrência da dengue, o secretário da Saúde do Estado, João Ananias, recomendou na última sexta-feira (28) aos secretários municipais da Saúde e dirigentes de hospitais do Sistema Único da Saúde (SUS) que todos os pacientes que apresentem os sintomas da doença - dor de cabeça, febre, vômito, diarréia e manchas pelo corpo - sejam tratados como suspeitos de portar a doença.

Combate
Visando o combate ao mosquito Aedes Aegypti, a Prefeitura de Fortaleza realizou neste sábado (29) um mutirão pela cidade para informar a população sobre os riscos da doença e formas de previnir que o mosquito se prolifere. As ações se concentraram principalmente nas comunidades mais carentes, onde o nível de informação é considerado menor. E são consideradas necessárias uma vez que historicamente, no Ceará, os casos de dengue costumam aumentar muito nos meses de abril e maio.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    15h49

    0,60
    4,220
    Outras moedas
  • Bovespa

    15h56

    -0,28
    116.148,58
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host