UOL Notícias Notícias
 

13/05/2008 - 18h27

Saída de Marina desburocratiza ministério, diz parlamentar ruralista

Claudia Andrade
Em Brasília
Nem todos os parlamentares lamentaram a saída de Marina Silva da pasta do Meio Ambiente. O deputado federal Valdir Colatto (PMDB-SC), presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária, afirmou que agora a demissão de Marina irá desburocratizar o ministério. Para o parlamentar da bancada ruralista, Marina centralizava todas as questões de meio ambiente.

"Marina criou uma indústria de projetos através das ONGs e um sistema de cartório pelo qual tudo tinha de passar por ela. Hoje, se você quiser plantar alguma coisa, criar galinhas tem que pedir licença ambiental. Eu acho que ela deu um tiro no pé", falou.

Colatto disse que Marina não conseguia enfrentar a pressão do setor produtivo do país. "Se tivesse pensado mais nas pessoas, não só em árvores e animais, talvez tivesse uma imagem diferente", disparou.

Entretanto, a bancada ruralista não arrisca sugerir ninguém para substituir Marina Silva à frente do ministério. Para Colatto, o novo ministro deve pensar mais nas questões produtivas do Brasil.

"Queremos um equilíbrio entre produção e meio ambiente. A resposta para quem culpa a agricultura pelo desmatamento é que produzir comida provoca desmatamento. Esse pessoal parece que não come. Hoje se faz reservas ambientais à custa da propriedade privada", reclamou.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    17h00

    0,34
    4,004
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h25

    0,76
    99.805,78
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host