UOL Últimas NotíciasUOL Últimas Notícias
UOL BUSCA


 

01/09/2004 - 21h28
Kobe Bryant está livre de processo criminal por estupro

LOS ANGELES, 1º Set (AFP) - O jogador da NBA Kobe Bryant não terá de enfrentar o julgamento por estupro, como estava previsto, já que a acusação decidiu recuar nesta quarta-feira, disseram fontes ligadas ao caso.

"A promotoria decidiu retirar as acusações criminais (por estupro) contra Bryant, mas em um acordo negociado entre os advogados da defesa e da acusação o processo civil continuará", acrescentaram as fontes.

A decisão foi tomada depois que a defesa do astro pediu que fossem revogadas as acusações de estupro, a menos de uma semana de iniciado o processo contra o atleta na Corte de Eagle (Colorado) e cinco dias antes de os advogados de ambas as partes apresentarem suas alegações iniciais.

Segundo a defesa, a acusação ocultou deliberadamente um dos exames realizados por peritos, que aponta que as feridas genitais sofridas pela jovem e apresentadas como prova para denunciar Bryant não correspondem às de um estupro.

"A vida de uma pessoa e sua liberdade estão em jogo", frisou a moção da defesa.

Os advogados de Bryant alegam que, em 27 de agosto passado, o legista Michael Baden lhes deu provas de que as relações sexuais entre Bryant e a jovem que o denunciou "foram consensuais".

Desde o início do caso, o astro do basquete, de 26 anos, casado e pai de uma filha, insiste que é inocente das acusações de estupro, mas admite ter tido relações sexuais com a suposta vítima, ressaltando que aconteceram de comum acordo.

A história começou em 1º de julho do ano passado, quando uma jovem, de 20 anos, que trabalhava como recepcionista no luxuoso hotel de Lodge & Spa, na região de Edwards, onde Bryant se instalou para se recuperar de uma lesão no joelho, denunciou o atleta por estupro.

Após meses de discussão e polêmica, a acusação sofreu um duro golpe, quando o juiz de Eagle Terry Ruckriegle decidiu que o passado sexual da vítima fosse considerado como prova no julgamento, o que foi ratificado pela Corte Suprema do estado.

Além disso, Ruckriegle permitiu que testes de DNA realizados em Bryant e na jovem servissem de prova para mostrar que a jovem teve relações sexuais com três homens em três dias, antes e depois do alegado estupro e antes dos exames médicos aos quais se submeteu para fazer a denúncia. Tudo isso abriu dúvidas sobre a credibilidade da vítima.

Os advogados da defesa alegam que, embora o sêmen de Bryant tenha sido encontrado em uma calcinha rosa que a jovem usava no dia em que o conheceu, também foi achado sêmen de outro homem na calcinha amarela que ela usava no dia em que fez o exame médico, apenas 15 horas depois de ter conhecido o astro da NBA.

ÍNDICE DE ÚLTIMAS NOTÍCIAS   IMPRIMIR   ENVIE POR E-MAIL

Folha Online
Reforma visual da Folha facilita a leitura; conheça as mudanças
UOL Esporte
Após fiasco de público, CBF reduz preços de ingressos para partida
UOL Economia
Bovespa reduz ritmo de perdas
perto do fim dos negócios

UOL Tecnologia
Fãs do iPhone promovem encontro no Brasil; veja mais
UOL Notícias
Chuvas deixam quatro mortos e afetam mais de 4 mil no Paraná
UOL Vestibular
Cotista tem nota parecida com de não-cotista aponta Unifesp
UOL Televisão
Nova novela da Record terá máfia e Gabriel Braga Nunes como protagonista
UOL Música
Radiohead entra em estúdio para trabalhar em disco novo
UOL Diversão & Arte
Escritor indiano Aravind Adiga ganha o Booker Prize
UOL Cinema
Novo filme dos irmãos
Coen tem maior bilheteria nos EUA