UOL Últimas NotíciasUOL Últimas Notícias
UOL BUSCA



 Internacional

15/07/2005 - 11h25
TATP, explosivo supostamente usado por suicidas, é de fácil obtenção

LONDRES, 15 Jul (AFP) - O explosivo artesanal encontrado na casa de alguns camicases, que realizaram os atentados de 7 de julho em Londres, e que podem ter servido aos ataques, é frequentemente utilizado por islamitas.

Segundo a rádio BBC, o explosivo encontrado em Leeds (norte de Inglaterra), o TATP, é caseiro e poderia ser fabricado a partir de produtos adquiridos no comércio.

Na quinta-feira pela manhã, o chefe da Scotland Yard havia classificado estas revelações de descrição 'mais corretas dos fatos'.

No dia 22 de dezembro de 2001, Richard Reid, um britânico, tentou explodir em vôo um Boeing 767 da companhia American Airlines, que ligava Paris a Miami, ativando um explosivo artesanal oculto no seu calçado e preparado a base de TATP. O TATP (triperóxido de triacetona) aparece há alguns anos em inúmeras investigações antiterroristas, por exemplo na realizada sobre Ahmed Ressam, um argelino considerado culpado de ter preparado um atentado contra o aeroporto de Los Angeles nas vésperas de 2000.

O explosivo também aparece na investigação realizada sobre uma tentativa de atentado contra um mercado de Estrasburgo, na França, no mesmo ano.

Para fabricar o explosivo é necessário conhecer bem a receita, mas seus componentes podem ser facilmente encontrados no comércio: ácido sulfúrico, presente nos produtos utilizados para desentupir encanamentos, água oxigenada (peróxido de hidrogênio) e acetona, usada para retirar esmalte de unhas).

Esta mistura, associada com um detonador, é de todo jeito muito difícil de manipular, já que é muito sensível ao calor e a impactos.

"A utilização de um explosivo militar (nos atentados de Londres) me surpreenderia: os islamitas sempre fabricaram explosivos químicos", explicou um especialista da luta antiterrorista que não quis revelar sua identidade.

"Eles vivem fechados em seus grupos e estes são produtos que se pode encontrar no comércio", acrescentou. "Por outro lado, foram encontradas misturas químicas muito poderosas no Paquistão, principalmente em acampamentos da Caxemira", ressaltou.

Dos quatros camicases de Londres, três seriam de origem paquistanesas. Dois deles haviam efetuado viagens a este país, segundo seus familiares, algo que as autoridades não puderam confirmar no momento.

ÍNDICE DE ÚLTIMAS NOTÍCIAS  IMPRIMIR  ENVIE POR E-MAIL

Folha Online
Reforma visual da Folha facilita a leitura; conheça as mudanças
UOL Esporte
Após fiasco de público, CBF reduz preços de ingressos para partida
UOL Economia
Bovespa reduz ritmo de perdas
perto do fim dos negócios

UOL Tecnologia
Fãs do iPhone promovem encontro no Brasil; veja mais
UOL Notícias
Chuvas deixam quatro mortos e afetam mais de 4 mil no Paraná
UOL Vestibular
Cotista tem nota parecida com de não-cotista aponta Unifesp
UOL Televisão
Nova novela da Record terá máfia e Gabriel Braga Nunes como protagonista
UOL Música
Radiohead entra em estúdio para trabalhar em disco novo
UOL Diversão & Arte
Escritor indiano Aravind Adiga ganha o Booker Prize
UOL Cinema
Novo filme dos irmãos
Coen tem maior bilheteria nos EUA