UOL Notícias Notícias
 

16/11/2005 - 13h01

Greenpeace ocupa hotel em construção em parque natural na Andaluzia

=(FOTO)= MADRI, 16 Nov (AFP) - Militantes do Greenpeace ocuparam nesta quarta-feira um gigantesco hotel em construção no parque natural protegido do Cabo de Gata, (Andaluzia, sul), informou o movimento ecologista.

Cerca de 30 militantes do movimento desdobraram faixas pedindo a "demolição" do estabelecimento que terá 411 quartos em 20 andares, argumentando que está sendo erguido "em terrenos protegidos do parque natural de Cabo de Gata-Mijar, com a cumplicidade de todas as administrações".

Os ecologistas pedem ao governo regional da Andaluzia a demolição deste imóvel, o que consideram "ilegal".

Segundo o administrador da sociedade Azata, encarregada da construção do hotel, Fernando Cabezón, trata-se de uma "opinião subjetiva do Greenpeace".

"Nenhuma autoridade disse que havia infração, ninguém, de qualquer administração, falou de ilegalidade", acrescentou.

"O hotel se situa no município de Carboneras, cercado por um espaço natural próximo à praia e ao parque de Cabo de Gata-Mijar" e não "dentro" do parque natural em questão, esclareceu.

O parque natural de Cabo de Gata é um dos poucos trechos do litoral em estado selvagem da Espanha, cuja costa foi invadida pelo cimento para responder à demanda de um turismo baseado na fórmula "sol e praia".

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h58

    -0,53
    3,128
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,28
    75.389,75
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host