UOL Últimas NotíciasUOL Últimas Notícias
UOL BUSCA



 Internacional

23/01/2006 - 15h42
Ibrahim Rugova, o "pai da nação", homenageado em Kosovo

=(FOTOS)=PRISTINA, 23 jan (AFP) - Os moradores de Kosovo prestaram homenagem nesta segunda-feira a seu presidente morto, Ibrahim Rugova, símbolo de suas aspirações à independência e cujo corpo estará exposto no Parlamento até a próxima quarta-feira.

O corpo do homem considerado "o pai da nação" foi transportado pela manhã de sua residência no bairro de Velanija ao Parlamento de Kosovo.

Fervoroso defensor da independência, Ibrahim Rugova, reconhecido como o líder dos albaneses de Kosovo, morreu no sábado, com 61 anos, vítima de um câncer nos pulmões.

O desaparecimento deste político moderado deixa um preocupante vácuo político.

Rugova era um dos políticos mais envolvidos no processo de negociação sobre o novo estatuto de Kosovo, administrado pela ONU desde 1999, ano em que os bombardeios da Otan acabaram com a repressão e com a "limpeza étnica" praticada pelo presidente sérvio Slobodan Milosevic contra a minoria albanesa.

Após a morte de Rugova, um primeiro encontro entre representantes de Belgrado e albaneses de Kosovo, previsto para o dia 25 de janeiro em Viena, foi adiado para o início de fevereiro.

O caixão de Rugova, coberto com a bandeira de Kosovo que ele havia imaginado - azul com um círculo vermelho no meio do qual fica a águia negra bicéfala albanesa - foi colocado no meio do recinto do Parlamento ao pé de um grande retrato do morto, cercado pelas bandeiras da ONU, da Albânia e de Kosovo.

Líderes albaneses e representantes da comunidade internacional na província marcaram presença e depositaram flores.

O primeiro-ministro de Kosovo, Bajram Kosumi, e os membros de seu gabinete foram seguidos pelo chefe da missão americana no país, Philip Goldberg, e o chefe da missão francesa, Thierry Reinard.

O ex-primeiro-ministro de Kosovo Ramush Haradinaj, acusado de crimes de guerra pelo Tribunal Penal Internacional (TPI) de Haia e em liberdade provisória, foi autorizado a assistir à cerimônia.

A busca de um sucessor para Rugova seguia problemática nesta segunda-feira.

Apesar de suas posições claras a favor da independência, Rugova era considerado um moderado. Já seus sucessores potenciais parecem ser mais intransigentes nas negociações, e nenhum deles conta com a mesma simpatia popular que o presidente morto.

ÍNDICE DE ÚLTIMAS NOTÍCIAS  IMPRIMIR  ENVIE POR E-MAIL

Folha Online
Reforma visual da Folha facilita a leitura; conheça as mudanças
UOL Esporte
Após fiasco de público, CBF reduz preços de ingressos para partida
UOL Economia
Bovespa reduz ritmo de perdas
perto do fim dos negócios

UOL Tecnologia
Fãs do iPhone promovem encontro no Brasil; veja mais
UOL Notícias
Chuvas deixam quatro mortos e afetam mais de 4 mil no Paraná
UOL Vestibular
Cotista tem nota parecida com de não-cotista aponta Unifesp
UOL Televisão
Nova novela da Record terá máfia e Gabriel Braga Nunes como protagonista
UOL Música
Radiohead entra em estúdio para trabalhar em disco novo
UOL Diversão & Arte
Escritor indiano Aravind Adiga ganha o Booker Prize
UOL Cinema
Novo filme dos irmãos
Coen tem maior bilheteria nos EUA