UOL Últimas NotíciasUOL Últimas Notícias
UOL BUSCA



 Internacional

03/06/2006 - 16h14
Montenegro proclama independência da Sérvia

PODGORICA, 3 jun (AFP) - Montenegro proclamou neste sábado sua independência, durante uma sessão parlamentar extraordinária, e se converteu, assim, num novo Estado dos Bálcãs, o que pressupõe, por sua vez, o desmembramento definitivo da extinta Iugoslávia.

"Anuncio que o Parlamento de Montenegro votou a favor da proclamação da independência", afirmou o porta-voz Ranko Krivokapic, depois da votação.

Esta decisão põe fim à frágil união da Sérvia e Montenegro dos últimos três anos.

A proclamação foi feita após o representante da União Européia (UE), o diplomata eslovaco Frantisek Lipka, presidente da Comissão do Referendo, ter informado aos deputados que uma maioria de montenegrinos votou no dia 21 de maio a favor da independência da Sérvia.

Segundo os resultados, o voto separatista chegou a 55,5%, ultrapassando em meio ponto os 55% fixados pela UE.

A Sérvia e o Montenegro eram as duas ultimas repúblicas a ficarem juntas após o desmembramento da Iugoslávia durante as guerras que ensangüentaram os Bálcãs nos anos 90.

Sob a pressão da União Européia (EU), Belgrado e Podgorica constituíram em 2003 uma união com laços frágeis, com cinco ministérios em comum, entre eles as Relações Exteriores e os Direitos do Homem.

A UE já pediu a Belgrado e Podgorica que procedam a um "divórcio de veludo" para regulamentar logo a dissolução do antigo Estado comum.

A independência de Montenegro significa o desmantelamento definitivo da Iugoslávia e o surgimento de um novo Estado nos Balcãs, que espera abrir suas portas para o mundo com o turismo, fonte de recursos mais importante do país. Esta separação chega num momento delicado para os sérvios, que mantêm difíceis negociações com a maioria albanesa de Kosovo, província sérvia administrada atualmente pela ONU, que exige sua independência total de Belgrado, cujo status definitivo será estabelecido antes do final de 2006.

Montenegro, com 650.000 habitantes, e Sérvia, com uma população 15 vezes superior, fundaram em 2003, sobre os vestígios da antiga Iugoslávia, uma união com instituições que resultaram ineficazes.

Até o momento, Podgorica conta com uma autonomia praticamente total, com um governo, Parlamento, moeda (o euro) e um sistema alfandegário próprios.

A independência de Montenegro pressupõe o surgimento de um novo país no mundo e sela o fim da Iugoslávia, cujas outras repúblicas - Eslovênia, Croácia, Bósnia e Macedônia - se separaram durante as guerras dos anos 90 nos Bálcãs.

ÍNDICE DE ÚLTIMAS NOTÍCIAS  IMPRIMIR  ENVIE POR E-MAIL

Folha Online
Reforma visual da Folha facilita a leitura; conheça as mudanças
UOL Esporte
Após fiasco de público, CBF reduz preços de ingressos para partida
UOL Economia
Bovespa reduz ritmo de perdas
perto do fim dos negócios

UOL Tecnologia
Fãs do iPhone promovem encontro no Brasil; veja mais
UOL Notícias
Chuvas deixam quatro mortos e afetam mais de 4 mil no Paraná
UOL Vestibular
Cotista tem nota parecida com de não-cotista aponta Unifesp
UOL Televisão
Nova novela da Record terá máfia e Gabriel Braga Nunes como protagonista
UOL Música
Radiohead entra em estúdio para trabalhar em disco novo
UOL Diversão & Arte
Escritor indiano Aravind Adiga ganha o Booker Prize
UOL Cinema
Novo filme dos irmãos
Coen tem maior bilheteria nos EUA