UOL Últimas NotíciasUOL Últimas Notícias
UOL BUSCA



 Internacional

26/12/2006 - 14h00
Fidel Castro não tem câncer, afirma médico espanhol

Por Gabriel RubioMADRI, 26 dez (AFP) - O cirurgião espanhol José Luis Garcia Sabrido desmentiu "categoricamente" nesta terça-feira, depois de voltar de Havana, que o presidente cubano Fidel Castro tenha câncer.

"Até onde eu sei, desminto absolutamente" que Fidel Castro tenha câncer, afirmou Sabrido, chefe de cirurgia do hospital público Gregorio Marañon, em entrevista coletiva à imprensa, em Madri.

Fidel Castro "não tem nenhuma doença maligna, mas um processo benigno com uma série de complicações", sustentou Sabrido, que viajou à capital cubana quinta-feira passada em um avião fretado pelo governo da ilha.

O presidente cubano, de 80 anos, está "em um processo de recuperação lento, mas progressivo" depois da "gravíssima intervenção" à qual foi submetido no fim de julho passado após sofrer uma crise intestinal aguda.

Este processo "é o que se espera no caso de um paciente que teve uma operação grave e urgente", disse o médico espanhol, um especialista conhecido em "problemas digestivos", descartando a eventualidade de que Fidel Castro tenha que passar novamente por cirurgia.

Sabrido não deu maiores detalhes sobre a doença de Fidel Castro, alegando o segredo profissional médico-paciente. Ele também rejeitou as críticas proferidas pelo Partido Popular (PP, direita), que comanda o governo regional da comunidade de Madri e é responsável pela gestão do hospital Gregorio Marañon.

"Fidel Castro é um paciente excepcional, mas no fim das contas ele é apenas um paciente", afirmou, destacando que sua viagem a Cuba tem um caráter "exclusivamente pessoal" e que esta era a primeira vez que examinava Fidel Castro.

Sabrido ficou impressionado com a "atividade intelectual fantástica" do presidente cubano, que quer voltar ao trabalho apesar de os médicos recomendarem "prudência".

"O que acontecerá no futuro dependerá dele, se tiver uma recuperação completa e tiver capacidade disto, a decisão caberá a ele", disse o médico, respondendo a perguntas sobre um eventual retorno de Fidel Castro ao governo.

Sabrido ainda frisou que não pretende visitar Fidel Castro novamente nos próximos dias, mas acrescentou que retornará provavelmente à ilha "daqui a alguns meses".

A viagem de Sabrido pôs o PP em uma situação incômoda. Vários de seus dirigentes emitiram declarações contraditórias a respeito.


ÍNDICE DE ÚLTIMAS NOTÍCIAS  IMPRIMIR  ENVIE POR E-MAIL

Folha Online
Reforma visual da Folha facilita a leitura; conheça as mudanças
UOL Esporte
Após fiasco de público, CBF reduz preços de ingressos para partida
UOL Economia
Bovespa reduz ritmo de perdas
perto do fim dos negócios

UOL Tecnologia
Fãs do iPhone promovem encontro no Brasil; veja mais
UOL Notícias
Chuvas deixam quatro mortos e afetam mais de 4 mil no Paraná
UOL Vestibular
Cotista tem nota parecida com de não-cotista aponta Unifesp
UOL Televisão
Nova novela da Record terá máfia e Gabriel Braga Nunes como protagonista
UOL Música
Radiohead entra em estúdio para trabalhar em disco novo
UOL Diversão & Arte
Escritor indiano Aravind Adiga ganha o Booker Prize
UOL Cinema
Novo filme dos irmãos
Coen tem maior bilheteria nos EUA