UOL Últimas NotíciasUOL Últimas Notícias
UOL BUSCA



 Internacional

15/01/2007 - 08h32
Massacre de Dujail: 148 xiitas mortos após atentado frustrado contra Saddam

BAGDÁ, 15 jan (AFP) - O massacre dos habitantes de Dujail, pelo qual o ex-ditador iraquiano Saddam Hussein e dois colaboradores foram condenados à morte e enforcados, foi uma represália a um ataque contra o comboio presidencial em julho de 1982.

Os 148 habitantes de Dujail, uma cidade xiita situada 60 km ao norte de Bagdá, foram assassinados nos meses e anos seguintes pelos serviços de segurança de Saddam Hussein, que na época estava no apogee de seu poder ditatorial.

Também foram destruídas muitas residências, assim como foram saqueadas fazendas e plantações. Os sobreviventes foram condenados ao exílio dentro do país durante quatro anos.

Ninguém nesta localidade, 60 km ao norte de Bagdá, sabe onde foram enterrados os corpos das vítimas, embora depois da queda do regime de Saddam Hussein em abril de 2003 dezenas de fossas comuns tenham sido descobertas.

Depois de 24 anos, os habitantes do povoado xiita não esqueceram o massacre e exigiam que Saddam Hussein revelasse o lugar onde se encontram os corpos.

"Era o sétimo dia do Ramadã (o mês de jejum muçulmano), 8 de julho de 1982. Sob um sol escaldante, Saddam Hussein viajava num enorme comboio de pelo menos 30 veículos", lembrou Abdel Hussein Al Dujaili, testemunha dos acontecimentos e diretor de uma associação de vítimas.

"Ele havia acabado de visitar uma mesquita e se dirigia para o centro do povoado quando alguns homens armados abriram fogo a partir de um vasto pomar à margem de uma estrada. Os guardas do comboio revidaram, atirando a esmo e matando dois meninos que estavam em casa. Depois fugiram", contou.

Saddam Hussein chegou à sede local do partido Baath e declarou: "Sabemos quem são os responsáveis pelo atentado e eles serão detidos".

De fato, as detenções e perseguições começaram no dia seguinte, com a chegada de unidades das forças especiais e da Guarda Republicana.

Durante vários meses, o terror tomou conta de Dujail. Mais de 600 pessoas, pertencentes a 80 famílias, foram detidas e levadas para a prisão da polícia secreta em Bagdá. E 143 nunca mais foram vistas.


ÍNDICE DE ÚLTIMAS NOTÍCIAS  IMPRIMIR  ENVIE POR E-MAIL

Folha Online
Reforma visual da Folha facilita a leitura; conheça as mudanças
UOL Esporte
Após fiasco de público, CBF reduz preços de ingressos para partida
UOL Economia
Bovespa reduz ritmo de perdas
perto do fim dos negócios

UOL Tecnologia
Fãs do iPhone promovem encontro no Brasil; veja mais
UOL Notícias
Chuvas deixam quatro mortos e afetam mais de 4 mil no Paraná
UOL Vestibular
Cotista tem nota parecida com de não-cotista aponta Unifesp
UOL Televisão
Nova novela da Record terá máfia e Gabriel Braga Nunes como protagonista
UOL Música
Radiohead entra em estúdio para trabalhar em disco novo
UOL Diversão & Arte
Escritor indiano Aravind Adiga ganha o Booker Prize
UOL Cinema
Novo filme dos irmãos
Coen tem maior bilheteria nos EUA