UOL Últimas NotíciasUOL Últimas Notícias
UOL BUSCA



 Internacional

12/10/2007 - 15h58
Justiça contraria de novo o presidente paquistanês quanto à anistia de Bhutto

ISLAMABAD, 12 Out 2007 (AFP) - A Suprema Corte do Paquistão se declarou nesta sexta-feira competente para decidir sobre um decreto que anistia Benazir Bhutto, contrariando mais uma vez os planos do presidente Pervez Musharraf de se manter no poder graças a um acordo com a ex-primeira-ministra.

Formalmente, esta decisão significa que Bhutto, que se exilou em 1999 para escapar das acusações de corrupção quando esteve à frente do governo (1988-1990 e 1993-1996), pode voltar ao Paquistão no próximo dia 18, como prometeu, já que se beneficiará do decreto de anistia assinado por Musharraf.

No entanto, a ex-primeira-ministra poderá ser presa e indiciada se a mais alta instância judicial do Paquistão invalidar esse decreto.

A corte, que vai avaliar o caso, colocou essa anistia como condição indispensável para um possível acordo para que Bhutto possa compartilhar o poder com o chefe de Estado eleito nas legislativas marcadas para meados de janeiro de 2008.

Bhutto e Musharraf, que assumiu o poder há oito anos com um golpe de Estado cruel, estão a ponto de alcançar um acordo para compartilhar o poder, depois que o general venceu no sábado a eleição presidencial por voto indireto no Parlamento.



Folha Online
Reforma visual da Folha facilita a leitura; conheça as mudanças
UOL Esporte
Após fiasco de público, CBF reduz preços de ingressos para partida
UOL Economia
Bovespa reduz ritmo de perdas
perto do fim dos negócios

UOL Tecnologia
Fãs do iPhone promovem encontro no Brasil; veja mais
UOL Notícias
Chuvas deixam quatro mortos e afetam mais de 4 mil no Paraná
UOL Vestibular
Cotista tem nota parecida com de não-cotista aponta Unifesp
UOL Televisão
Nova novela da Record terá máfia e Gabriel Braga Nunes como protagonista
UOL Música
Radiohead entra em estúdio para trabalhar em disco novo
UOL Diversão & Arte
Escritor indiano Aravind Adiga ganha o Booker Prize
UOL Cinema
Novo filme dos irmãos
Coen tem maior bilheteria nos EUA