UOL Últimas NotíciasUOL Últimas Notícias
UOL BUSCA



 Internacional

08/01/2008 - 07h45
Condoleezza Rice quer o fim das provocações iranianas

JERUSALÉM, 8 Jan 2008 (AFP) - A secretária de Estado americana, Condoleezza Rice, advertiu o Irã que deve cessar as provocações, em uma entrevista ao jornal israelense Jerusalem Post, numa referência sobre as manobras iranianas no estreito de Ormuz.

"O Irã deve deixar de realizar tais provocações (...) Os Estados Unidos defenderão seus interesses e seus aliados", declarou Rice ao jornal.

Segundo a secretária de Estado, a república islâmica é "a maior ameaça no Oriente Médio".

No domingo, pequenas embarcações iranianas executaram manobras "provocativas" diante de navios de guerra americanos no estreito de Ormuz, segundo o Pentágono, o que aumentou a tensão entre Teerã e Washington pouco antes da visita do presidente George W. Bush ao Oriente Médio.

Cinco lanchas rápidas iranianas se aproximaram na madrugada de domingo, a 200 metros, de três navios americanos que navegavam em águas internacionais do estreito de Ormuz, via obrigatória para o petróleo do Golfo, e ameaçaram por rádio explodir os mesmos, afirmou uma fonte do Pentágono.

O Irã tentou minimizar o incidente.

"Vocês vão explodir em questão de minutos", afirmou a transmissão de rádio iraniana, de acordo com um funcionário do governo americano.



Folha Online
Reforma visual da Folha facilita a leitura; conheça as mudanças
UOL Esporte
Após fiasco de público, CBF reduz preços de ingressos para partida
UOL Economia
Bovespa reduz ritmo de perdas
perto do fim dos negócios

UOL Tecnologia
Fãs do iPhone promovem encontro no Brasil; veja mais
UOL Notícias
Chuvas deixam quatro mortos e afetam mais de 4 mil no Paraná
UOL Vestibular
Cotista tem nota parecida com de não-cotista aponta Unifesp
UOL Televisão
Nova novela da Record terá máfia e Gabriel Braga Nunes como protagonista
UOL Música
Radiohead entra em estúdio para trabalhar em disco novo
UOL Diversão & Arte
Escritor indiano Aravind Adiga ganha o Booker Prize
UOL Cinema
Novo filme dos irmãos
Coen tem maior bilheteria nos EUA