UOL BichosUOL Bichos
UOL BUSCA
ADOÇÃO E DOAÇÃO | DICAS

Orientações para quem quer doar ou adotar um animal
fazer isso de uma maneira responsável e segura e recomendações para a castração

PARA QUEM VAI ADOTAR

  • Só adote um animal depois de refletir sobre isso e em todas as conseqüências que a Posse Responsável de um bicho pode trazer para a sua vida e para as vidas das pessoas que moram com você.
  • Pergunte tudo sobre o estado de saúde e as condições do animal. Ele já foi castrado? Qual sua idade (ainda que estimada)? Qual sua procedência? Qual seu histórico de saúde? Quais são as características de seu comportamento?
  • Evite adotar de quem faz de tudo para você levar o bicho. Um protetor consciente não empurraria um pastor alemão para quem vive em um apartamento, por exemplo, pois há grandes chances da adoção não dar certo.
  • Inspecione o local em que o animal está abrigado. O lugar onde ele está exposto jamais poderá ter cheiro forte e deve estar limpo e em ordem, assim como o próprio animal. Denuncie maus-tratos.
  • Verifique se o animal foi devidamente vermifugado e vacinado. Peça sua carteira de vacinação, confira as vacinas, vermífugos e as datas em que eles foram administrados. A carteira deve estar assinada e autenticada por um veterinário.

PARA QUEM VAI DOAR

  • Prepare o animal. Ele deve estar saudável e ser vacinado, vermifugado e castrado.
  • Tente encontrar um conhecido interessado em adotar o bicho. É sempre mais seguro encaminhar um animal para alguém de confiança.
  • Se for doar para um desconhecido, peça telefone, endereço, cópia do RG e comprovante de residência de quem vai adotar. Visite o local antes de doar.
  • Seja honesto: diga a verdade sobre a idade, procedência, histórico de saúde, características de comportamento e outras informações referentes ao animal.
  • Faça um termo de compromisso e posse responsável. Deixe claros os direitos e obrigações de ambas as partes e garanta que o adotante se prontifique a devolver o animal em caso de maus-tratos ou caso o mesmo não se adapte ao novo lar. Garanta com isso que o animal será bem tratado pelo adotante e que o doador assuma as responsabilidades caso haja algum problema pré-existente no animal.
  • Se o interessado quiser buscar o animal, não fornecer o endereço e não permitir que você veja o local onde ele vai ficar, NÃO DOE.
  • Certifique-se de que seu bicho não cairá nas mãos de criadores que confinam os animais em canis pequenos e sujos e os descartam quando não podem mais procriar.
Castração

CASTRAÇÃO

A superpopulação de animais domésticos é um problema de saúde pública. A maior parte dos cães e gatos abandonados é sacrificada ou distribuída em laboratórios, faculdades e hospitais, servindo como cobaia em pesquisas onde sofrem todo tipo de tortura. Muitos ficam vagando pelas ruas sem alimento e água, doentes e desnutridos, e acabam atropelados ou vítimas de maus-tratos. Antes de acasalar seu animal, pense se encontrará pessoas realmente conscientes que assumirão o animalzinho até o fim da vida. A castração é uma medida eficiente para reduzir o número de animais sem lar. Na fêmea, a remoção do útero evita o cio e complicações futuras como tumores e infecções uterinas (piometra). Nos machos, a castração evita a hiperplasia da próstata e tumores de testículos.

Hospedagem: UOL Host