UOL BichosUOL Bichos
UOL BUSCA
ÚLTIMAS NOTÍCIAS

04/07/2003 - 17h43

No inverno, também aumenta a incidência de doenças respiratórias em cães

Da Redação

Com a chegada do frio, todo mundo se prepara para combater o aparecimento das doenças respiratórias. Mas o que pouca gente sabe é que os cães também sofrem com as baixas temperaturas.

Os sintomas da "gripe canina", também conhecida como "tosse dos canis", são bem parecidos com os do resfriado humano: tosse, espirro, falta de apetite e febre. Seu nome científico é traqueobronquite e se trata de uma doença aguda e altamente contagiosa.

"A melhor maneira de prevenir a gripe canina é através da vacinação", afirma a veterinária Ana Mauricília Anchesky. A vacina deve ser renovada todos os anos.

Também é preciso ter cuidado com a aglomeração de animais. Parques, praças, canis, hotéis e lojas são ambientes propícios para a proliferação da doença. "O contágio se dá através da tosse e espirros de animais doentes e de objetos contaminados", explica Anchesky.

Os animais que mais sofrem com a traqueobronquite são os filhotes. Se seu bichinho ficar doente, vale a pena seguir as dicas da veterinária:

  • Mantenha o animal aquecido e protegido do frio, da umidade e do vento;
  • Evite dar banhos nos dias frios ou seque o animal com um secador;
  • Evite aglomerações de animais durante o inverno e isole os bichos doentes;
  • Leve seu cão para passear nos horários mais quentes do dia;
  • Vacine seu cachorro todos os anos.

    *com informações da Merial
  • Hospedagem: UOL Host