UOL BichosUOL Bichos
UOL BUSCA
ÚLTIMAS NOTÍCIAS

15/02/2006 - 17h47

Veja dicas para levar seu melhor amigo com você no avião

Da Redação

Para levar seu bicho junto com você numa viagem de avião é necessário atender às seguintes exigências das companhias de aviação:

  • Todos os animais devem viajar dentro de um contêiner de fibra de vidro, especial para viagens, e que pode ser encontrado em lojas de animais;

  • O Ministério da Agricultura e Abastecimento do Brasil exige que os bichos tenham o Guia de Trânsito Animal (GTA), em viagens dentro do território nacional. Bichos com menos de quatro meses de idade precisam ir a um veterinário credenciado para obter o GTA. Os animais com mais de quatro meses devem ter sido vacinados com a vacina anti-rábica e a tríplice pelo menos 30 dias antes de tirar o GTA.

  • Antes de viajar, pode ser necessário levar seu bicho ao veterinário para que ele receite um calmante para a viagem. Algumas companhias aéreas exigem que o animal tome um calmante antes de viajar para evitar que ele fique muito agitado e se machuque em seu contêiner;

  • Algumas companhias permitem que animais de até 15 quilos (gatos e cães de pequeno e médio porte) viajem na cabine, junto com os passageiros. Animais com mais de 15 quilos devem ir no compartimento de cargas -em ambos os casos, dentro do contêiner de fibra de vidro;

  • Faça uma etiqueta contendo as informações mais importantes sobre o seu animal, como nome, restrições alimentares (se houver) e também com o seu nome e endereço para o caso de perda, e prenda essa etiqueta ao contêiner;

  • Em caso de vôos muito longos, coloque dentro do contêiner, junto com o animal, um objeto familiar a ele, para que ele não se sinta muito deslocado -um brinquedo, uma pequena almofada a que ele esteja habituado ou um pedaço de tecido com o cheiro do dono;

  • Em viagens nacionais, os animais são liberados no aeroporto, logo no desembarque. Em viagens internacionais, convém informar-se na embaixada ou consulado do país para onde você vai viajar se há necessidade de quarentena na chegada. Alguns países exigem que o animal fique detido por um prazo limitado (horas ou dias, dependendo do país) no aeroporto antes de ser liberado.

  • As companhias aéreas e rodoviárias têm ainda suas regras próprias e costumam cobrar tarifas para transportar animais domésticos. Mesmo depois de tomar todas estas precauções, ligue e se informe sobre isso.

  • No avião, não alimente seu cão. Ele deve ficar em jejum antes e durante a viagem, mesmo se for com você na cabine. Além de provocar vômitos, dar comida gera o problema das fezes: cachorros costumam defecar meia hora depois de alimentados.

    Leia também:

  • Vai viajar no Carnaval? Saiba onde deixar seu bicho
  • Hospedagem: UOL Host