UOL BichosUOL Bichos
UOL BUSCA
ÚLTIMAS NOTÍCIAS

24/05/2007 - 16h37

Pegadas em lago indicam que dinossauros nadavam

BBC

Marcas teriam sido deixadas 125 milhões de anos atrás

Marcas teriam sido deixadas 125 milhões de anos atrás

Os dinossauros, ou pelo menos alguns deles, podiam de fato nadar, indicam marcas descobertas por uma equipe de cientistas europeus no fundo de um lago na Espanha.

Liderado por Ruben Ezquerra, da Fundação do Patrimônio Paleontológico de La Rioja, na Espanha, o estudo foi publicado na edição de junho do jornal científico americano Geology.

A suspeita de que os gigantescos animais pré-históricos nadavam já existia, mas até então os indícios não eram conclusivos. Havia vestígios da passagem de dinossauros tão grandes como o Diplodocus pelo fundo de lagos, mas não se sabia se eles ficavam suspensos na água ou simplesmente entravam nos lagos.

Desta vez, no entanto, os cientistas dizem que as marcas encontradas no que foi um dia o fundo de um lago na Bacia de Cameros, na Espanha, não deixam dúvida.

"Quando você vê pegadas, dá para realmente reconhecer um pé no chão. Mas neste caso nós temos apenas séries de sulcos - longos sulcos de 60 centímetros, por exemplo - que são realmente característicos do corpo do animal sendo sustentado pela água", afirma Loic Costeur, paleontólogo da universidade francesa de Nantes e co-autor do estudo.

125 milhões de anos

Foram encontradas 12 marcas consecutivas divididas em seis pares assimétricos que, segundo os cientistas, datam de 125 milhões de anos atrás.

"As marcas são muito peculiares na forma e na morfologia", disse Costeur. "Elas não se parecem em nada com pegadas."
Agora visíveis na superfície, essas marcas teriam sido deixadas por um dinossauro nadando e arranhando o fundo do lago com as suas pernas traseiras.

Embora não saibam que espécie de dinossauro deixou as marcas, os cientistas acreditam que se tratava de um tipo carnívoro de grande porte e com duas longas pernas traseiras e dois braços pequenos, do grupo do Tiranossauro Rex - o maior dinossauro que já existiu.

Costeur diz que outras descobertas desse tipo são necessárias para estabelecer se espécies herbívoras de dinossauros também podiam nadar.

Hospedagem: UOL Host