UOL BichosUOL Bichos
UOL BUSCA
ÚLTIMAS NOTÍCIAS

22/06/2007 - 13h21

Salão de Paris abre para público e mostra 'aviões ecológicos'

O Salão Internacional da Aeronáutica abre as portas ao público nesta sexta-feira, em Paris, trazendo como destaque os "aviões ecológicos".

Apesar da concorrência feroz entre os fabricantes, há um objetivo comum entre eles: reduzir em 50% nos próximos 20 anos as emissões de gases liberados por suas aeronaves que provocam o efeito estufa.

Segundo dados divulgados na feira, a maior do setor, o transporte aéreo representa hoje cerca de 2,5% das emissões totais de CO2 no mundo.

"A indústria aeronáutica deve fazer de tudo para evitar o aumento das emissões de CO2 produzidas pelo transporte aéreo", declarou Louis Gallois, presidente da fabricante de aviões Airbus.

Novas tecnologias

Os fabricantes destacam a utilização de materiais mais leves e novas formas aerodinâmicas que melhoram a fluidez do aparelho no ar e diminuem o consumo de combustível.

Novas tecnologias para motores também estão sendo divulgadas.
A empresa americana Boeing apresentou o 787 Dreamliner como o "avião mais ecológico do mundo" devido a aerodinâmica e leveza dos materiais que compõem a fuselagem.

As companhias aéreas também querem cooperar para a diminuição das emissões de gases.
A companhia britânica EasyJet apresentou recentemente o "Ecojet", que lançaria menos dióxido de carbono na atmosfera do que os modelos atuais.

O motor do Ecojet se inspira em um sistema de propulsão das hélices que rodam no sentido inverso e que seriam instaladas na cauda do avião em vez das asas.

A nova técnica, segundo a empresa, aumentaria a velocidade do avião, diminuindo o tempo de vôo e o consumo de combustível.

Até mesmo as tintas utilizadas nas aeronaves podem influenciar na poluição.

Para limitar a emissão de solventes nocivos ao meio ambiente, fabricantes como Airbus, Boeing e Dassault utilizam agora tintas à base de água na fuselagem, cabines e cockpit dos aviões.

As tintas usadas nos aviões têm normalmente 70% de solventes que se liberam na atmosfera. Tintas à base de água têm apenas 10% de solventes.

O Salão do Aeronáutica, realizado num espaço criado no Aeroporto Le Bourget, apresenta os aviões do futuro, mas também homenageia os do passado.

Neste sábado será apresentada uma réplica do Demoiselle, construído em 1907 por Santos Dumont. O Demoiselle foi o último modelo desenvolvido pelo aviador brasileiro na França.

Hospedagem: UOL Host