UOL BichosUOL Bichos
UOL BUSCA
ÚLTIMAS NOTÍCIAS

21/12/2009 - 16h47

Índia liberta último "urso dançarino"; assista

O último dos chamados "ursos dançarinos" foi libertado na Índia, encerrando uma tradição centenária que organizações de direitos dos animais atacavam por submeter animais a sofrimento e maus tratos. Raju, um urso de quatro anos de idade, foi solto em uma área de proteção ambiental no sul da cidade de Bangalore.

Por séculos, os "ursos dançarinos" divertiram platéias de espectadores na Índia. Mas a atividade foi proibida em 1972, por causa do mau tratamento a que os animais eram submetidos.

Mais de trinta anos após a proibição da atividade, uma campanha do governo em parceria com organizações não-governamentais levou sete anos fez cumprir a lei.

Como parte da iniciativa, o governo indiano dá treinamento para os tratadores, ou kalandars, sustentarem as suas famílias fazendo outro tipo de trabalho.

Maus tratos

Depois de resgatar Raju, veterinários realizaram o que esperam ser a última operação para retirar a corrente de um urso dançarino. O urso estava preso por uma corda que trespassava um buraco em seu focinho. Em muitos casos, a perfuração, a ferro quente, tinha de ser feita duas, três vezes, explicaram os veterinários.

Mary Hutton, da ONG australiana Free the Bears Fund, disse que Raju era mantido em cativeiro por uma "parafernália" de instrumentos, que incluía um anel de metal, a corda e um bastão, com o qual o tratador puxava o anel e controlava o animal. "É o ultimo urso resgatado das estradas da Índia, o fim da atividade", comemorou a ativista.

Ao ser solto na reserva natural, Raju se une a outros 600 ursos libertados que, após séculos de cativeiro, já não conseguiriam sobreviver na natureza.

Hospedagem: UOL Host