UOL BichosUOL Bichos
UOL BUSCA
ÚLTIMAS NOTÍCIAS

27/01/2005 - 10h34

Empresa criará 150 milhões de moscas para combater peste

Jerusalém, 27 jan (EFE).- Uma empresa biológica instalada no kibutz Sadeh Eliahu, em Israel, combaterá com moscas uma das piores pragas agrícolas do Oriente Médio, a da mosca-do-mediterrâneo (Ceratitis capitata), que danifica gravemente as árvores frutíferas, entre elas as de cítricos.

Em uma primeira etapa, informa nesta quinta-feira a imprensa local, a empresa criará 150 milhões de moscas macho estéreis que ao acasalar com as moscas daninhas neutralizarão as fêmeas por meios biológico inócuos para os seres humanos e não mediante pesticidas químicos.

O projeto conta com o respaldo da Comissão de Energia Atômica da ONU, e os insetos da "fábrica biológica" serão expostos a radiações no Hospital Universitário Hadasa, de Jerusalém.

O diretor da empresa Bio-B, Jonatán Basi, que proporcionou as informações, disse que há alguns anos, sendo diretor do Ministério de Agricultura, estudou na Argentina sistemas de esterilização biológica para combater as pestes do campo.

Há alguns anos, Israel e Jordânia combatem com sucesso essa peste graças a um acordo de cooperação, com moscas estéreis importadas de Nicarágua e dispersadas por meio de um avião.

Os insetos macho esterilizados pela empresa israelense também serão "semeados" desde o ar sobre as plantações.

Hospedagem: UOL Host