UOL BichosUOL Bichos
UOL BUSCA
ÚLTIMAS NOTÍCIAS

13/07/2005 - 02h00

Morre aos 36 anos o panda em cativeiro mais velho do mundo

Reuters

Homens observam o corpo de Meimei, morta aos 36 anos

Pequim, 13 jul (EFE).- O urso panda criado em cativeiro mais velho do mundo, uma fêmea chamada Meimei, de 36 anos, equivalentes a 108 anos humanos, morreu no zoológico da cidade meridional de Guilin, informou hoje, quarta-feira, a imprensa local.

A morte ocorreu ontem à noite e foi provocada pela idade e por falência múltipla de órgãos, explicaram os veterinários do zoológico de Guilin, capital da região autônoma de Guangxi.

Meimei viveu 20 anos no zôo, para onde foi levada do lugar que a viu nascer, o Parque de Conservação Natural de Wolong, na província de Sichuan.

"Ela entreteve os numerosos visitantes chineses e estrangeiros, e foi o animal mais popular do zôo", disse um responsável do centro.

A imprensa nacional mostrou hoje imagens do corpo de Meimei cercado de flores e velas com incenso, como se tratasse de uma imagem de Buda, e recebendo as carícias dos visitantes.

Segundo as últimas cifras da Administração Florestal Estatal e o Fundo Mundial para a Natureza (WWF), por volta de 1.750 ursos panda vivem na China, 1.600 deles em liberdade.

No entanto, sua sobrevivência está em perigo, apesar de ser uma espécie fortemente protegida pelo governo chinês, já que se vêem ameaçados por múltiplos problemas, como a escassez do bambu, a caça furtiva, a destruição de seu hábitat ou a endogamia.

Hospedagem: UOL Host