UOL BichosUOL Bichos
UOL BUSCA
ÚLTIMAS NOTÍCIAS

27/09/2005 - 22h35

Policial acha filhote de tartaruga com duas cabeças em Cuba

Havana, 27 set (EFE).- Uma minúscula tartaruga com duas cabeças apareceu nas margens do rio Almendares, em Havana (Cuba), e embora os especialistas achem que o animal viverá pouco tempo, o espécime de água doce se mostra muito vivaz e com fome.

Calcula-se que Tina, como foi batizada a pequena tartaruga, nasceu há pouco mais de uma semana. Um policial a encontrou no sábado, entre um monte de folhas secas, perto da unidade em que trabalha, no Bosque de Havana, segundo o jornal Juventud Rebelde.

As cabeças da tartaruga Tina, que pertence à espécie Trachemys decussata, a única de água doce que vive em Cuba, saem de pescoços diferentes. Cada uma delas se alimenta de maneira independente.

Depois de um exame, os biólogos do Aquário Nacional Danilo Cruz, Alexis Fernández e Liena Sánchez, disseram que o bicho tem pouquíssimas chances de sobreviver, dada a deformação congênita que tem.

Os especialistas não sabem o que pode ter provocado o nascimento da tartaruga bicéfala. Mas não descartam que as águas poluídas do rio Almendares possam ter contribuído para isso.

No entanto, segundo a bióloga Consuelo Nazábal, é preciso fazer um estudo completo das espécies que vivem no local para saber se há outros espécimes mutantes e, então, cogitar a hipótese da poluição do rio.

Já a veterinária Celia Guevara disse que será necessário esperar que a pequena tartaruga fique um pouco mais forte para fazer uma radiografia e determinar se o animal, além de duas cabeças e respectivos pescoços, tem outros órgãos duplicados.

Os especialistas recomendaram a Alexander Nápoles que adicione pequenas doses de vitamina à ração de Tina e que a mantenha num recipiente com algumas pedras e num local em que possa pegar sol.

Hospedagem: UOL Host