UOL BichosUOL Bichos
UOL BUSCA
ÚLTIMAS NOTÍCIAS

06/02/2007 - 12h12

Ministério uruguaio alerta sobre aumento de larvas do mosquito da dengue

Montevidéu, 6 fev (EFE).- As autoridades sanitárias uruguaias alertaram hoje as cidades de Salto e Paysandú, unidas por pontes à Argentina, sobre um "repentino aumento" das larvas do mosquito transmissor da dengue.

O diretor Nacional de Saúde, Jorge Basso, disse à imprensa que os últimos controles mostraram um surpreendente aumento das larvas do Aedes aegypti na zona norte do país, às margens do rio Uruguai.

Por enquanto, não foram registrados casos de dengue no Uruguai, mas, se uma pessoa entrar no país contaminada com dengue for picada por um mosquito, em um prazo de três a 15 dias este seria transmissor da doença.

A dengue é uma doença viral transmitida ao homem pelo mosquito Aedes aegypti e cuja variedade mais perigosa, a hemorrágica, pode ser letal.

Atualmente, de acordo com estudos, Salto, 520 quilômetros ao noroeste de Montevidéu, é o ponto de maior risco, pela presença do mosquito que transmite a doença, seguido de Paysandú, a 380 quilômetros.

Ao menos dez pessoas morreram como conseqüência de uma epidemia de dengue que atualmente afeta países do Cone Sul como Paraguai, Brasil e Bolívia, onde habitualmente a doença não tem tal virulência.

Segundo a Organização Pan-americana da Saúde (OPS), a dengue é uma doença endêmica presente em mais de cem países e que põe em risco 2,5 bilhões de pessoas.

Hospedagem: UOL Host