UOL BichosUOL Bichos
UOL BUSCA
ÚLTIMAS NOTÍCIAS

28/05/2007 - 13h43

Fábricas chinesas produzem bichos de pelúcia com resíduos tóxicos

Pequim, 28 mai (EFE) - Fábricas da província de Hebei, no nordeste da China, estão usando resíduos tóxicos de algodão para preencher bichos de pelúcia que eram distribuídos em várias cidades de todo o país, informou hoje a imprensa local.

Além dos restos de algodão, no interior dos brinquedos foram encontradas tiras de papel, areia, bolsas de plástico e inclusive vasilhas de macarrão instantâneo, de acordo com uma reportagem da cadeia estatal "CFTV" e publicada também no jornal "South China Morning Post".

Estes "brinquedos venenosos" podem causar brotoejas, diarréia e até pneumonia nas crianças, disseram ao "CFTV" médicos do Hospital 3 da Universidade de Pequim.

Os resíduos de algodão foram comprados de várias fábricas têxteis a preços muito baixos (US$ 0,003 o quilo) por fábricas que produzem os brinquedos sem licença nos municípios de Rongcheng e Baigou. Além do recheio tóxico, os olhos e os narizes dos brinquedos são fixados apenas com cola e podem se desprender facilmente.

A partir de 1º de junho, a China proibirá a venda de artigos para crianças que não possuam o novo certificado nacional obrigatório de segurança, aprovado dentro dos compromissos do país com a Organização Mundial da Saúde (OMS). O país fabrica dois em cada três brinquedos vendidos no mundo.

A segurança continua sendo um dos grandes problemas dos brinquedos chineses, reconheceu hoje a agência de notícias oficial, "Xinhua", que lembra a advertência emitida em 18 de maio pelo Sistema de Alarme Rápido da União Européia (UE) contra chocalhos chineses.

A agência lembrou também que, em 18 de maio nos Estados Unidos, foram recolhidas 200 mil peças de bijuteria para crianças, também fabricadas na China, que continham elevados níveis de chumbo.

Hospedagem: UOL Host