UOL BichosUOL Bichos
UOL BUSCA
ÚLTIMAS NOTÍCIAS

23/06/2008 - 01h30

A dieta dos ursos pandas, símbolo nacional chinês, após o terremoto

Pequim, 23 jun (EFE).- Os ursos panda da reserva de Chengdu, capital da província de Sichuan, devastada pelo terremoto do dia 12 de maio, começam a sofrer com a escassez de alimentos devido ao dano causado nas florestas de bambu, seu principal alimento.

Segundo informa a agência de notícias "Xinhua", pelo menos 67 pandas gigantes foram postos "em dieta" pelo Centro de Pesquisa de Reprodução do Panda Gigante, uma espécie em perigo de extinção.

O terremoto devastador afetou muito as florestas de bambu, segundo Wang Chengdong, funcionário do centro de Chengdu.

Por enquanto, os pandas são alimentados com ração e frutas, até que a falta de bambu acabe, em breve, segundo Wang.

O paulatino desaparecimento dos pandas, dos quais restam 1.400 espécimes em Sichuan, se deve à deterioração das florestas de bambu como conseqüência da industrialização do país e da falta de proteção do meio ambiente.

Apesar da grande perda de vidas humanas com o terremoto, a imprensa chinesa deu uma ampla cobertura à situação dos ursos panda, considerados um símbolo nacional.

A morte de um dos pandas da reserva de Wolong pelo terremoto foi anunciada pela agência "Xinhua" com a mesma importância que o saldo de milhares de mortos diários emitidos pelas autoridades chinesas.

Segundo a Administração Estatal Florestal, o tremor afetou 83% da superfície correspondente ao habitat dos ursos panda.

Hospedagem: UOL Host