UOL BichosUOL Bichos
UOL BUSCA
ÚLTIMAS NOTÍCIAS

21/04/2003 - 16h50

Leões escapam de jaula em zoológico de Bagdá

Por Rosalind Russell

BAGDÁ (Reuters) - Enlouquecidos pela fome, quatro leões do zoológico de Bagdá escaparam de suas jaulas durante o fim de semana e foram mortos por soldados norte-americanos.

Os leões, que não eram alimentados há quatro dias, saíram de suas jaulas após abrir caminho por um muro destruído. Dois deles teriam ameaçado os soldados norte-americanos, disse o sargento Matthew Oliver. "Dois deles ameaçaram nossos rapazes," disse Oliver da 3a. Divisão da Infantaria. "Tivemos que matá-los."

O zoológico abrigava sete leões e dois tigres, além de centenas de outros animais. Quase todos foram roubados ou se perderam quando os saqueadores invadiram o local, após a tomada da capital iraquiana pelos Estados Unidos. Apenas os grandes felinos ficaram intocados, aparentemente porque os ladrões os temiam. Três leoas e um leão foram mortos pelos soldados, deixando dois tigres e três leões no zoológico.

"O zelador do zoológico veio no dia seguinte e ele estava bastante triste, mas acho que entendeu," disse Oliver.

Os animais sobreviventes, que ficaram sem comida por mais de 10 dias na confusão que se seguiu ao colapso do regime de Saddam Hussein, agora têm refeições regulares graças a doações de carne do Kuweit.

O tigre siberiano Mandor, propriedade do filho mais velho de Saddam Uday, parecia mais gordo e mais saudável do que na semana passada, enquanto a leoa Sudqa parecia contente em sua jaula.

O zoológico agora está sendo protegido pelos soldados norte-americanos e por quatro blindados, e Oliver disse que os empregados vinham diariamente alimentar e cuidar dos animais restantes.

Dois ursos marrons, liberados de suas jaulas por saqueadores, voltaram para o zoológico no fim de semana, e foram apelidados de Boo Boo e Alfred pelos soldados.

"Boo Boo é meio cega e estava quase morta quando voltou," disse Oliver, enquanto tentava chamar a atenção do animal colocando uma cenoura através das barras da sua jaula. "Vem aqui, querida, não quer que cocem suas orelhas?"

Oliver disse que os moradores de Bagdá também devolveram dois cachorros ao zoológico, mas o complexo agora era um local triste e desolado.

Macacos, ursos, cavalos, pássaros e camelos desapareceram do zoológico na confusão que acompanhou a queda de Bagdá. Tropas dos EUA tomaram controle do complexo do zoológico, embora tiroteios ainda sejam escutados durante a noite do parque de diversões nas proximidades.

O governo kuweitiano, que enviou um suprimento de carne para duas semanas para os felinos no sábado, junto com o Zoológico do Kuweit e outras organizações privadas têm oferecido apoio a longo prazo para o zoológico de Bagdá.

Hospedagem: UOL Host