UOL BichosUOL Bichos
UOL BUSCA
ÚLTIMAS NOTÍCIAS

23/06/2006 - 15h02

Inspirado em pássaros, biólogo estimula observação de primatas

Por Ed Stoddard

ANTANANARIVO, Madagáscar (Reuters) - Dada a situação de grave risco de muitos primatas selvagens, um biólogo de campo tenta ajudar a salvá-los imitando o sucesso das associações online de observadores de pássaros.

"Observar pássaros é uma indústria bilionária e os entusiastas estão sempre anotando as novas espécies que vêem. Mas ninguém está fazendo o mesmo pelos primatas", disse o primatologista Russ Mittermeier, presidente da ONG Conservation International.

"Provavelmente já vi mais primatas do que qualquer outra pessoa, em trabalho de campo, e por isso decidi encorajar os observadores de primatas para que também comecem a contar as espécies que observam", disse Mittermeier à Reuters durante uma conferência sobre preservação ecológica, na capital de Madagáscar.

Mittermeier, que já observou mais de 300 das 650 espécies e subespécies de primatas selvagens do mundo, planeja criar um site, dentro de um ou dois meses, para permitir aos observadores que registrem suas experiências.

Ele quer estimular o espírito competitivo entre os observadores da natureza que, no caso dos observadores de pássaros, incentiva os participantes a tentar atingir totais mais elevados de observações do que seus companheiros.

"As pessoas adoram contar coisas e manter listas", disse. "Elas poderão manter suas listas no site. Quero que as pessoas saiam em campo com um interesse apaixonado por essa atividade, como acontece entre os observadores de pássaros."

"Você vai a algum lugar ver os gorilas, mas podem existir entre duas ou 12 outras espécies (de primatas) por lá, e ninguém presta atenção, ainda que sejam tão interessantes quanto os grandes macacos", acrescentou.

Os observadores de pássaros às vezes são vítimas de provocações devido ao seu entusiasmo, enquanto, equipados de binóculos e manuais, procuram por espécies aladas obscuras.

Mas o hobby se tornou tão popular que resultou em muitos esforços de proteção a habitats essenciais para pássaros.

Incentivar pessoas a observar primatas, sejam gorilas nas montanhas de Ruanda ou lêmures em Madagáscar, é visto como crucial, devido à receita que o ecoturismo propicia às regiões tropicais pobres onde a maior parte desses animais são encontrados.

Hospedagem: UOL Host