UOL BichosUOL Bichos
UOL BUSCA
ÚLTIMAS NOTÍCIAS

10/07/2008 - 10h40

Touros deixam vítimas no quarto dia da festa de Pamplona

PAMPLONA, Espanha (Reuters) - Um homem foi chifrado e pelo menos seis outras pessoas foram hospitalizadas no quarto dia da festa anual de San Fermín, em Pamplona (norte da Espanha), disseram os organizadores na quinta-feira.

Um espanhol de 28 anos foi chifrado na coxa direita e deve ser operado. Quatro pessoas sofreram lesões na cabeça, inclusive um norte-americano de 31 anos, e um espanhol de 29 teve lesões múltiplas. Outros pacientes foram atendidos com cortes e arranhões.

O norte-americano foi ferido durante a manhã, quando corria dos touros que são soltos pelas estreitas ruas de pedra do centro medieval de Pamplona. Os animais pesam até 700 quilos.

Dezenas de pessoas já foram feridas durante a semana. Na quarta-feira, outro norte-americano foi chifrado. Também houve casos de pulmão perfurado, baço rompido e costelas quebradas.

No domingo, pouco antes do início da festa, um turista irlandês de 23 anos morreu ao cair das muralhas de Pamplona.

Mesmo com tantas desgraças, a festa continua atraindo turistas do mundo todo, e a corrida pela cidade --com duração aproximada de 4 minutos-- é transmitida ao vivo pela TV espanhola. Ao final do trajeto, dentro de uma arena, os touros costumam ser mortos por toureiros.

Centenas de aventureiros envergam os trajes brancos, arrematados com um cinto e um laço vermelhos, e lotam as ruas da cidade ao alvorecer. Eles entoam cânticos numa igreja devotada a São Firmino (San Fermín), padroeiro da região de Navarra, antes de se arriscar na frente dos touros.

A festa foi descrita por Ernest Hemingway em seu romance "O Sol Também se Levanta", um relato semi-autobiográfico sobre amigos britânicos e norte-americanos que, embalados por muito álcool, participam de um San Fermín da década de 1920.

Hospedagem: UOL Host