UOL Notícias Ciência e Saúde
 

05/06/2007 - 17h15

Geleiras da Antártica se movem mais rápido devido à mudança climática

Centenas de geleiras da península Antártica estão se movendo mais rápido, elevando o nível dos mares, afirmaram especialistas britânicos nesta terça-feira. Eles também disseram que o fenômeno é conseqüência do aquecimento global.

Em um estudo lançado coincidentemente com o início da reunião do Grupo dos Oito, a British Antarctic Survey (BAS) constatou um aumento de 12% na velocidade de mais de 300 geleiras monitoradas por satélite entre 1993 e 2003.

O aquecimento global já é considerado o fator determinante para a neve derreter mais rápido no verão antártico, causando o encolhimento da costa gelada.

O novo estudo, publicado no americano Journal of Geophysical Research, descobriu que as geleiras ganham velocidade à medida que se deslocam mar adentro.

O derretimento das geleiras tem agido como um lubrificante entre o gelo e a camada submersa de pedras, causando fricção.

O trabalho se concentrou em geleiras de uma faixa de terra de 1.300 quilômetros que sai da Antártica em direção à América do Sul e é observado de perto por um barômetro para a mudança climática.

"A penínsulla Antártica teve um dos aquecimentos mais graves do planeta, com uma elevação de três graus Celsius no último meio século", disse Hamish Pritchard, o autor principal do estudo, que confirmou descobertas recentes na Groelândia.

"Cerca de 87% dessas geleiras diminuíram de tamanho durante esse período e, agora, vemos que estão ganhando velocidade... Compreender o que está acontecendo agora é nossa melhor chance para prever o que irá acontecer no futuro", acrescentou.

Em fevereiro, o Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas das Nações Unidas previu que os níveis do mar aumentarão entre 18 e 59 centímetros neste século, principalmente como resultado da expansão térmica, já que a água se expande quando aquecida.

Este nível pode aumentar ainda mais pelo deslocamento de geleiras que estão derretendo, afirmou o Painel. No entanto, a forma como o continente antártico, onde está concentrado a maior parte da água doce do mundo, reagiria era desconhecida.

"Estes novos resultados darão aos cientistas um quadro mais claro sobre como o aquecimento do clima está afetando tanto as geleiras árticas quanto antárticas," declarou o BAS em entrevista coletiva.

"Além disso, eles servem para que mais projeções confiáveis quanto ao elevação dos níveis dos mares possam ser feitos, fornecendo uma base melhor para decisões políticas", acrescentou.

A chanceler alemã Angela Merkel, que é a anfitriã da conferência de três dias do G8 em Heiligendamm, pedirá os líderes para dêem um passo ousado em relação às mudanças climáticas, especialmente assumindo um compromisso para diminuir as emissões de gases de efeito estufa.

Calculadoras

Massa corporal e gasto calórico

m

kg

Sexo

anos

* Os campos "Altura" e "Peso" são obrigatórios

* Esta avaliação não dispensa a orientação de um profissional de saúde. Procure um médico.

Hospedagem: UOL Host