UOL Notícias Ciência e Saúde
 

09/12/2007 - 17h39

Al Gore aponta mercado como grande ator na luta contra aquecimento global

Da Efe
Em Oslo
As forças do mercado podem ser um ator importante na luta contra a mudança climática, afirmou neste domingo o ex-vice-presidente americano Al Gore, que também defendeu a taxação das emissões de CO2, na véspera de receber o prêmio Nobel da Paz por sua contribuição nesta área.

"Temos que encontrar o modo de alinhar a energia e a vitalidade do mercado em prol da redução das emissões de dióxido de carbono", disse Gore diante de uma multidão de jornalistas.

"O problema é que o CO2 é completamente invisível na economia. Os economistas o consideram um fator externo, o que significa dizer 'esqueçam isso', e o que estamos esquecendo, na verdade, é a maior ameaça que já existiu para o futuro de nossa civilização", acrescentou Gore, de 59 anos, que divide o Nobel da Paz deste ano com o IPCC, grupo de especialistas da ONU que estuda o aquecimento global.

Gore ressaltou a força do mercado com um dado: "O mercado move mais dinheiro em uma hora que todos os governos do mundo em um ano". E sugeriu: "Sou absolutamente a favor de um imposto sobre o CO2", além de defender também a formação de um mercado global de emissões de carbono.

Neste mercado, os países mais poluidores poderiam comprar créditos de emissões dos que poluem menos, estabelecendo, assim, um teto de emissões. Os especialistas consideram que a proposta poderia envolver mais os governos na questão.

Calculadoras

Massa corporal e gasto calórico

m

kg

Sexo

anos

* Os campos "Altura" e "Peso" são obrigatórios

* Esta avaliação não dispensa a orientação de um profissional de saúde. Procure um médico.

Hospedagem: UOL Host